R$ 200 milhões: Após afastamentos, vídeo polêmico de Cláudia Oliveira volta a repercutir nacionalmente

Postado por Teixeira News | 7 de novembro de 2017 13:04

De acordo com as investigações da Polícia Federal (PF), as prefeituras de Porto Seguro, Eunápolis e Santa Cruz Cabrália contratavam empresas ligadas a familiares dos prefeitos para “fraudar licitações”, simulando uma competição entre elas pelos contratos públicos.

Após a contratação das empresas, afirma a Polícia Federal, parte do dinheiro repassado pelas prefeituras era desviado, por meio de “contas de passagem” registradas em nome de terceiros para tentar dificultar a identificação dos beneficiários finais.

Os investigadores apuraram que, na maioria das vezes, o dinheiro desviado dos cofres dos três municípios baianos retornavam para os integrantes da suposta organização criminosa.

A PF destaca que a empresa de um dos prefeitos investigados era utilizada para lavar as propinas. Os policiais não informaram qual dos prefeitos era proprietário da empresa que virou uma espécie de lavanderia do grupo.

As investigações apontam que os prefeitos Claudia Oliveira, José Robério Batista de Oliveira, que são casados e Agnelo Santos, irmão de Cláudia e consequentemente cunhado de Robério,  teriam fraudado contratos que somam R$ 200 milhões.

Os três prefeitos foram afastados dos cargos, detidos coercitivamente e levados à sede da PF em Porto Seguro, onde prestam depoimento.

Vídeo polêmico

Em um vídeo de 2012 divulgado pelo jornal O Globo, Cláudia Oliveira, então candidata a prefeita de Porto Seguro, simula um discurso político e fala em desvio de recursos públicos. Claudia diz que iria construir uma ponte que custaria R$ 2 bilhões, e que ela ficaria com R$ 1 bilhão”. Nesse vídeo, ela simula, aos risos, um discurso político, e fala em desvio de dinheiro público. Ela é alertada que está sendo gravada e continua falando em desviar dinheiro e rindo. (Da redação TN)

Source URL: http://teixeiranews.com.br/r-200-milhoes-apos-prisoes-video-polemico-de-claudia-oliveira-volta-a-repercutir-nacionalmente/