Segunda mulher é assassinada em menos de três dias na cidade de Teixeira de Freitas

Segunda mulher é assassinada em menos de três dias na cidade de Teixeira de Freitas
Mulher foi encontrada morta no interior de sua própria casa l Foto: Rafael Vedra/LN
16 abril 19:10 2017 Imprimir esta notícia

Após dois homicídios, sendo um consumado e o outro tentado, ocorridos em plena Sexta-Feira da Paixão, dia 14 de abril, neste Domingo de Páscoa (16), o corpo da pequena comerciante Raimunda Alves de Souza, de 52 anos de idade, que possuía uma bar e morava na Rua Pedro Alves dos Santos, no Bairro Nova Jerusalém, na região leste de Teixeira de Freitas, foi encontrado por vizinhos, apresentando lesão na cabeça.

Vizinhos desconfiaram do sumiço da mulher e acionaram a 87ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM). Uma guarnição foi designada para atender a ocorrência e os militares, primeiro entraram no bar e quando acessaram a casa da comerciante, depararam-se com o aparelho de TV ligado, um botijão de gás com vestígios de sangue e o corpo dela na sala, coberto com um lençol.

Na perícia de local ficou comprovado que Raimunda, mais conhecida como “Raquel”, sofreu esmagamento de crânio, possivelmente após ser golpeada com o botijão de gás. Após os trabalhos periciais o perito criminal Paulo Libório, coordenador do Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), autorizou a remoção do corpo ao IML para realização dos exames de necropsia.

A residência estava completamente revirada e pertences e uma carteira pessoal da vítima podem ter sido levados pelo assassino ou assassinos. Vizinhos disseram à polícia que a vítima havia discutido recentemente com um homem e que o mesmo aplicou-lhe um tapa no rosto. Parentes da comerciante, que não moram na cidade, já foram avisados.

A Polícia Civil instaurou inquérito para tentar descobrir autoria e motivação do assassinado.

Violência

Com esse somam-se dois assassinatos contra mulheres ocorridos em menos de três dias na cidade de Teixeira de Freitas.  No fim da noite da última quinta-feira, dia 13 de abril, na Rua Esplanada, Bairro Liberdade II, na região sul de Teixeira de Freitas, a funcionária pública Aloísia Helena Soares Borges, a “Beta”, de 42 anos, foi morta a facadas também no interior de sua própria casa. O ex-marido dela, Edson de Jesus, de 47 anos de idade, foi preso em flagrante por acusação de ter cometido o crime. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: