Segurança pública baiana é reforçada com mais 245 sargentos

Segurança pública baiana é reforçada com mais 245 sargentos
11 julho 10:06 2016 Imprimir esta notícia

Duzentos e quarenta e cinco policiais militares de seis municípios estão qualificados para reforçar a segurança pública baiana, agora promovidos a sargentos. Em Salvador, 63 militares concluíram o curso e se formaram em solenidade realizada nesta sexta-feira (8), na Vila Policial do Bonfim. Simultaneamente, outros 44 foram formados em Feira de Santana, 29 em Ilhéus, 54 em Juazeiro, 19 em Barreiras e 36 em Teixeira de Freitas. Os novos sargentos passaram por dez semanas de instrução, totalizando 300 horas de curso.

Carlito Sobral, agora sargento Sobral, foi o melhor aluno da turma de Salvador, mas a disciplina militar não foi suficiente para conter a emoção. “É muito gratificante, uma honra para a família militar. Quero parabenizar os colegas pela formatura hoje. É mais sabedoria na profissão para atender à comunidade. Agora tenho mais responsabilidade e mais prazer em servir”. A irmã Sueli Sobral também está orgulhosa. “Nós sabemos o quanto ele se dedicou, se aperfeiçoando em honra e em caráter”.

Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, com a progressão dos policiais na carreira, quem ganha é a sociedade. “Eles passam a ser policiais mais motivados, assumindo novas responsabilidades. O sargento é um elo entre os oficiais e a tropa. A progressão começa com soldado, cabo, sargento, subtenente até chegar a oficial. No ano passado, nós formamos 1.150 sargentos e 3 mil cabos. A previsão para este ano é promover também 1.150 sargentos”.

O paraninfo da turma, coronel Gomes, destacou a importância da formação e da solenidade para o profissional. “É uma homenagem muito justa pelo tempo que eles passam em formação. Eles aprendem matérias de cunho militar, emocional e civil, como técnicas de abordagem, relações públicas e noções de direito. É algo que eles precisam para utilizar durante o dia a dia”.

Aluna do Colégio Militar, Maria Alice, 11 anos, assistiu à cerimônia. Para ela, acompanhar a solenidade “é um bom incentivo porque quando a gente crescer pode ter a mesma profissão deles. É tudo muito lindo”. Felipe Darlan, do sétimo ano, também gostou. “Eu acho que assistir a essa cerimônia é um incentivo para todos nós, do Colégio da Polícia Militar”. (Da redação TN)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.