Sepultado o corpo do “Seu Santinho” um dos moradores mais antigos de Jucuruçu

Sepultado o corpo do “Seu Santinho” um dos moradores mais antigos de Jucuruçu
Seu Santinho com a filha Renilda Rodrigues
25 novembro 21:46 2016 Imprimir esta notícia

Foi sepultado no final da tarde desta sexta-feira (25/11), no Cemitério Jardim da Saudade, em Jucuruçu, um dos mais ilustres e antigos moradores da cidade. O aposentado Santos José de Oliveira, o “Seu Santinho”, morreu em casa às 19h desta última quinta-feira (24), por falência múltipla dos órgãos. O velório ocorreu no Auditório Municipal, no centro da cidade de Jucuruçu.

Aos 95 anos, o senhor Santos José de Oliveira, o “Seu Santo” ou “Seu Santinho” como era carinhosamente conhecido pela população do município de Jucuruçu, era natural de Itambacuri, no vale do rio Doce, em Minas Gerais. Mas residia na cidade de Jucuruçu, há 45 anos, desde a época que o local era denominado de povoamento do Chumbo e pertencia ao território de Itamaraju.

No município de Jucuruçu, “Seu Santinho” plantou a sua história, tanto como lavrador, quanto como empreiteiro de grandes missões na zona rural. Conhecido pelo seu jeito meigo e servidor, criou e educou a sua família sobre o mais dos conservadores regimes, prezando sempre pela educação e pela honestidade. Contribuiu por demais com o desenvolvimento do agronegócio do município e quando mais jovem, teve participação ativa nas ações políticas e agropecuárias de Jucuruçu.

Seu Santinho com o genro Roglison Barbosa

Seu Santinho com o genro Roglison Barbosa

O “Seu Santinho” como era popularmente conhecido, era viúvo da dona Jovelina Rodrigues de Oliveira, falecida aos 85 anos em 2015 e juntos tiveram 8 filhos, 23 netos e 15 bisnetos. O seu genro Roglison Barbosa de Souza, lamentou a morte do seu estimado sogro e disse que se tratava de um homem de alma pura que viveu para estender a mão ao seu semelhante e amar o próximo e, além disso, foi uma figura importante na história do município de Jucuruçu. (Por Athylla Borborema).

  Categorias: