Sul e extremo sul devem colher mais de 2 milhões de sacas de café, prevê sindicato

Sul e extremo sul devem colher mais de 2 milhões de sacas de café, prevê sindicato
15 junho 23:17 2018 Imprimir esta notícia

A estimativa é que sejam colhidas mais de 2 milhões de sacas de café conilon em fazendas do sul e extremo sul baianos neste ano. Não é uma super safra, mas os resultados animam os produtores rurais da região, que no ano passado produziram 1 milhão e 800 mil sacas, consolidando a Bahia como segunda maior produtora desta variedade de café no Brasil. O Espírito Santo ainda ocupa a primeira posição no ranking, com cerca de 6 milhões de sacas por ano.

De acordo com Gilberto Borlini, presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Itabela, este ano está sendo um ano de recuperação, devido à seca. “As lavouras estão bonitas, mas ainda estamos colhendo e não contabilizamos. Ano que vem promete ser uma boa safra, vai ser um ano ainda mais promissor”, diz.

Alguns produtores estão colhendo até 20% a mais do que em 2017. A alta produtividade seria resultado de bons período de chuva, que possibilitaram uma recuperação depois de quase 5 anos de seca, mas sobretudo da tecnificação aplicada no cultivo. (Da redação TN)

  Categorias: