Teixeira: Campanha motiva jovens do extremo sul para doação de sangue neste sábado (18)

Teixeira: Campanha motiva jovens do extremo sul para doação de sangue neste sábado (18)
17 março 13:36 2017 Imprimir esta notícia

Milhares de jovens adventistas em todo o mundo se unirão neste sábado, dia 18 de março, para participar do Dia Mundial do Jovem Adventista, quando mostrarão as ações comunitárias realizadas no mundo, especialmente nos 13 países da América do Sul e aqui na região extremo sul da Bahia e a ênfase da iniciativa está na doação de sangue.

O Dia Mundial do Jovem Adventista tem como propósito mostrar o amor de Deus de maneira organizada e através da participação em atividades sustentáveis projetadas para estimular a ação e fazer a diferença em nossas comunidades.

“Neste ano, estamos incentivando os jovens a compartilhar a vida através da doação de sangue. O sangue simboliza o sacrifício de Cristo por nós. Sabemos que há uma escassez nos bancos de sangue e esta será uma boa oportunidade para testemunhar do sacrifício de Cristo”, disse Nereide Santos Lisboa, coordenadora da Juventude Adventista no extremo sul da Bahia.

Segundo ela, a campanha é para reforçar a importância da doação de sangue, sensibilizar novos doadores e fidelizar os que já existem. O Ministério da Saúde promove a Semana Nacional do Doador de Sangue e a campanha antecipa a celebração do Dia Nacional do Doador de Sangue, em 25 de novembro.

“O objetivo é fazer com que mais brasileiros tenham a doação de sangue como um hábito, não apenas em datas específicas ou quando conhecem alguém que necessita de transfusão. Precisamos expandir essa compreensão e doar sangue de forma regular, voluntária e solidária. Uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas, mas o sangue é insubstituível. Por isso, as doações são fundamentais o ano inteiro”, reforça Nereide Lisboa.

Conforme o jovem Adriano Souza, vereador de segundo mandato pelo PTN em Teixeira de Freitas e que está envolvido no incentivo da campanha por ser enfermeiro de formação, doar sangue é compartilhar vida, trazendo uma mensagem de agradecimento aos atuais doadores. A ideia central da campanha é constituir uma cultura solidária de doação de sangue espontânea na população brasileira, independentemente das características individuais e do doador conhecer ou não a pessoa que precisa de sangue.

Para ser doador é preciso estar com documento de identificação em mãos, ter entre 18 e 69 anos de idade, gozar de boa saúde, estar alimentado, pesar acima de 50 quilos, ter dormido pelo menos 6 horas na noite anterior, não ter feito exercícios físicos antes da doação, não ter colocado piercing ou feito tatuagem nos últimos doze meses e não fumar duas horas antes da doação.

sandCaso tenha doado sangue recentemente, o doador deve esperar no mínimo 60 dias (homem) ou 90 dias (mulher) para realizar novamente o procedimento, não ingerir bebida alcoólica 24 horas antes da doação, e que já se tenha passado 90 dias do parto normal e 180 dias da cesariana ou aborto.

Não podem doar gestantes, pessoas com doença de Chagas ou contato com o inseto barbeiro, portadores de hanseníase, malária, ou que tenham visitado região de malária nos últimos 6 meses, que tenha ou tenha tido hepatite depois dos 10 anos de idade, portadores de sífilis ou epiléticos, usuários de drogas, pessoas com gripe, febre ou que estejam fazendo uso de medicamentos, e mulheres que estejam amamentando, a menos que o parto tenha ocorrido há mais de 12 meses. (Por Athylla Borborema).

  Categorias: