Teixeira de Freitas: Prefeitura inicia etapa de uma das obras mais esperadas do bairro Bela Vista

Teixeira de Freitas: Prefeitura inicia etapa de uma das obras mais esperadas do bairro Bela Vista
Estrutura da galeria central já está sendo colocada próxima à obra
02 setembro 12:16 2016 Imprimir esta notícia

Após o manilhamento, construção de galerias e montagem de um gabião com paredões de pedras, nesta quinta-feira, dia 1º de setembro, a Prefeitura de Teixeira de Freitas, via secretaria municipal de Infraestrutura, iniciou a etapa final de drenagem do bairro Bela Vista, um dos maiores e mais populosos da cidade. A partir de agora as máquinas e homens estão trabalhando na montagem da central de coleta, para onde toda a água da chuva que alagava as casas será direcionada, acabando com os transtornos enfrentados pela população nos períodos chuvosos e também dando passagem a um pequeno córrego contaminado pelo esgoto. Esse córrego que exala um forte mau cheiro fica ao lado de diversas residências e próximo à Feira de Jacarandá.

Essas intervenções, segundo Henrique Gonsalves, secretário municipal de Infraestrutura, fazem parte da primeira etapa das obras do PAC-2, com investimentos totais de R$ 22.672,181,57, somente para drenagem, esgotamento, pavimentação, ciclovia e área de lazer, beneficiando assim toda a região da “feirinha de domingo” no bairro Bela Vista. No local foi construído um túnel revestido de gabião por baixo da BR-101 em conjunto com a macrodrenagem do córrego que nasce no bairro Bela Vista com estrutura em tela de aço e pedras para contensão do canal que não interferiu no fluxo de veículos durante as obras. Agora com a construção da central de drenagem, segundo Henrique Gonsalves, ficarão faltando o asfaltamento, ciclovia, sinalização, iluminação e paisagismo.

O secretário Henrique Gonsalves informa que a construção do sistema de mobilidade urbana de Teixeira de Freitas vai beneficiar diretamente 21.152 famílias, 64.661 pessoas acopladas no projeto e 157 mil habitantes indiretamente, por meio de um convênio firmado com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), do governo federal. Inserido na segunda etapa do PAC 2 – Pavimentação e Qualificação de Vias Urbanas, o projeto é o maior de mobilidade e infraestrutura urbana da história da cidade.

Córrego que virou esgote corre ao lado de residências e da feirinha de domingo

Córrego que virou esgoto corre ao lado de residências e da feirinha de domingo

Os investimentos do Programa Municipal de Teixeira de Freitas, denominado de “Saneamento Integrado na Bacia do Rio Itanhém” somam R$ 184.375.952,09 milhões, de recursos oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). A contrapartida do município é de R$ 7.560.000,12, com investimento ainda previsto de 13.140.000,00 para construção de 219 casas para as famílias que serão retiradas das áreas de risco onde as obras irão passar. O subtotal da obra é de R$ 205.075.952,19.

O ato de assinatura do contrato da etapa total do tão sonhado projeto de construção do sistema de mobilidade urbana de Teixeira de Freitas, aconteceu inicialmente no dia 5 de setembro de 2014. E no dia 6 de julho de 2015, o então ministro das Cidades, Gilberto Kassab assinou a ordem de serviço das obras do PAC. No dia 4 de novembro de 2015 as intervenções começaram a partir do bairro Jerusalém, foram para a conhecida Rua do Pó, no bairro Ipiranga e depois seguiram em direção ao bairro Bela Vista. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: