Um morto e quatro baleados após tiroteio em Teixeira de Freitas

Um morto e quatro baleados após tiroteio em Teixeira de Freitas
Vítima fatal foi abatida com oito disparos, inclusive um de grosso calibre na face
03 junho 11:03 2018 Imprimir esta notícia

Na noite deste sábado, dia 2 de junho, por volta das 20h, muitas pessoas bebiam e conversavam em um bar, localizado na rua Esplanada, bairro Liberdade II, na região sul de Teixeira de Freitas, quando bandidos chagaram armados e deram início ao tiroteio.

Aparentemente a vítima dos criminosos, que teriam chegado numa moto, era Walas de Jesus Santos, de 24 anos de idade, morto com cerca de oito tiros, inclusive um de grosso calibre na face. No interior do bar foram feridos Mateus Jesus Santos e Paulo Costa Pereira, que terminaram socorridos ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF). Não há informações atualizadas sobre o estado de saúde deles, apenas que permanecem internados.

Quando coordenava os serviços de levantamento cadavérico no local do ataque, a delegada Maria Luíza Ribeiro, de plantão na 8ª Coorpin e policiais civis de sua equipe, receberam informação dando conta que outros dois homens também tinham sido baleados, sendo um numa rua próximo ao bar e outro numa praça do bairro Liberdade I.

Próximo ao bar palco no homicídio consumado e dos dois homicídios tentados, foi baleado Carlos André, um homem com distúrbio mental, que é conhecido como “Maníaco da Seringa”, apelido dado a ele por ameaçar pessoas com uma seringa. Ele teria sido atingido somente pelo fato de estar na rua e supostamente ficar na frente dos atiradores que fugiam na motocicleta.

Já numa praça do bairro Liberdade I, vizinho de onde aconteceu o ataque no bar, Alex Silva de Oliveira também foi vítima de disparos de arma de fogo. Ao contrário do primeiro crime os criminosos que atiraram em Alex estariam num carro, de placa e modelo não anotados. Os dois foram socorridos ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), onde permanecem internados.

Histórico

Segundo a delegada Maria Luíza, que após o levantamento cadavérico e perícia de local autorizou a remoção do corpo da vítima fatal ao Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), Walas de Jesus Santos, de 24 anos de idade, possuía passagens na polícia e era acusado de tráfico de drogas e formação de quadrilha.

Já em relação aos baleados, apenas Carlos André, o “Maníaco da Seringa”, não possui histórico criminal, tendo sido preso por desordens.

A delegada Maria Luíza instaurou inquérito policial para apurar os crimes, que deve ser repassado ao Núcleo de Homicídio e Tráfico (NHT), serviço especializado da 8ª Coorpin. (Da redação TN)

  Categorias: