Vai e vem: Coelba impõe sofrimento a moradores de parte da cidade de Teixeira de Freitas

Vai e vem: Coelba impõe sofrimento a moradores de parte da cidade de Teixeira de Freitas
14 janeiro 13:02 2016 Imprimir esta notícia

A Companhia de Eletricidade da Bahia (COELBA), que vem sendo acusada de cobrar uma das maiores taxas de energia elétrica do país, impôs sofrimento aos moradores de parte da cidade de Teixeira de Freitas, principalmente da região do bairro Bela Vista, com oscilações constantes e faltas, ocorridas na tarde e noite de quarta e madrugada desta quinta, dias 13 e 14 de janeiro.

O que mais revoltou aos moradores, além do calor sufocante, sem que os mesmos tivessem como fazer o uso de ventiladores ou ar-condicionado, é que o problema teve início no fim da tarde, logo que começou a chover e continuou por toda a noite e madrugada, sem que a empresa mandasse algum funcionário ou preposto corrigi-lo.

Muitos moradores tiveram que dormir com as portas e janelas de suas residências abertas devido ao tempo abafado. Outro problema foram os sinais sonoros das cercas elétricas, que devido o vai e vem da eletricidade, disparavam a todo o momento. A Coelba ainda não informou o que gerou o problema. (Por Ronildo Brito)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.