Vereador Arnaldinho defende a inclusão da disciplina “Educação no Trânsito” nas escolas de Teixeira de Freitas

Vereador Arnaldinho defende a inclusão da disciplina “Educação no Trânsito” nas escolas de Teixeira de Freitas
22 março 21:42 2018 Imprimir esta notícia

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, manhã de quarta-feira do último dia 21 de março, o vereador Arnaldo Ribeiro Souza Júnior, o “Arnaldino” (PT), obteve a aprovação no plenário pela unanimidade do parlamento de uma indicação legislativa que requer do Poder Executivo Municipal, a implantação da disciplina “Educação e Segurança no Trânsito” nas escolas municipais de Teixeira de Freitas.

Para o vereador Arnaldinho, o município de Teixeira de Freitas deve fazer o dever de casa, com ações efetivas voltadas à segurança do trânsito, no entanto, para derrubar a estatística de acidentes graves, é preciso criar medidas enraizais de âmbito municipal. “A luta contra os acidentes exige ação de perenidade e, a meu juízo, só existe uma única capaz de colocar o município em condições de civilidade no trânsito: a inclusão da disciplina Educação e Segurança no Trânsito (EST) na grade curricular fixa dos ensinos fundamental e médio em todo o país”, lembra o parlamentar.

A ideia do vereador Arnaldinho é incluir a matéria de Educação de Trânsito, nas Escolas Públicas e Privadas para preparar o indivíduo ao completar 18 anos, quando for da entrada no processo da sua 1º Carteira Nacional de Habilitação. “Com isso o aluno, chegará numa autoescola já com o conhecimento aprimorado na matéria. Atualmente, as pessoas começam a conhecer segurança no trânsito quando vão tirar suas carteiras de motorista aos 18 anos ou mais, idade em que já estão com a sua formação, em parte, consolidada. Até lá, os jovens já se acostumaram a andar corriqueiramente de skate no meio da rua, a atravessar fora das faixas ou embaixo das passarelas, a andar de bicicleta velozmente nas calçadas ou entre veículos. Assim, os futuros motoristas chegam às autoescolas com o mau comportamento já enraizado, de difícil reversão”, alerta Arnaldinho.

E acrescenta o vereador Arnaldinho: “Quando essa conscientização for alcançada por todos, temos certeza de que o índice de acidentes cairá vertiginosamente, as vidas serão preservadas e o trânsito ficará mais cordial. Também, os candidatos a motorista chegarão às autoescolas bem formados quanto à segurança do trânsito e, por consequência, a carga horária das atuais aulas teóricas cairá de 45 horas para a metade, ou, talvez, seja desnecessária. Acidentes que vêm destruindo a paz e a integridade de milhares de famílias brasileiras, infelizmente, não faltam para demonstrar que o que está sendo proposto é vital, e que não há mais tempo a perder. Portanto, vamos fazer nossa parte, começando por Teixeira de Freitas”, concluiu o vereador Arnaldinho. (Por Athylla Borborema).

  Categorias: