Vereador Berg defende instalação de lombofaixas por mais segurança da população no trânsito

Vereador Berg defende instalação de lombofaixas por mais segurança da população no trânsito
11 outubro 12:17 2017 Imprimir esta notícia

Na última sessão ordinária da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, sob a presidência do vereador Agnaldo Teixeira Barbosa, o “Agnaldo da Saúde” (PR), na manhã de terça-feira (10/10), o vereador Wildemberg Soares Guerra, o “Sargento Berg” (PSDB), apresentou uma indicação legislativa solicitando ao Poder Executivo Municipal que se construa uma lombofaixa na Rua Rio Negro, nas proximidades da esquina com a Rua Águas Claras que antecede a creche EMEI – Ana Maria Machado, no bairro Monte Castelo, zona central da cidade.

O vereador Sargento Berg ressalta que a instalação de redutor de velocidade do estilo “lombofaixa” atende à demanda da região que recebe um fluxo intenso de pedestres na travessia desta importante via da cidade, por onde passam milhares de veículos, diariamente. “A lombofaixa é uma das formas de reduzir a velocidade dos veículos de forma menos agressiva, ao contrário dos chamados quebra-molas, mas com o diferencial da faixa de pedestres agregada”, pontuou o vereador Sargento Berg.

O parlamentar destaca que a instalação deste tipo de redutor de velocidade também é pensado na acessibilidade, visto que a lombofaixa é nivelada tendo como parâmetro a calçada. “Além dos pedestres, é segurança a mais para cadeirantes e similares, a exemplo das mães que percorrem nossas vias com carrinhos de bebê”, salienta o vereador Sargento Berg.

“Todas as nossas ações, como vereador, são pensadas na segurança da população. O estudo para definição do tipo de redutor de velocidade a ser adotado deve considerar análise de fatores como a ocupação do solo, o volume e composição do tráfego de veículos, a velocidade operacional, o fluxo de pedestres transversal e ao longo da via, as rotas de transporte público, transporte de carga e veículos de emergência, características físicas da via que pode indicar outras medidas de engenharia de trânsito, entre outros”, pontuou o vereador sargento Berg.

Segundo o parlamentar, a má aplicação dos dispositivos de redução de velocidade – seja por não observar as características da via e do tráfego ou as medidas recomendadas – pode levar ao aumento do número de acidentes e impactar de forma significativa na fluidez do tráfego, além dos impactos específicos que cada medida gera em termos de conforto aos passageiros, contaminação do ar e desgaste do veículo. (Por Athylla Borborema).

  Categorias: