Vereadora Erlita se reúne com Julieta Palmeira e propõe campanha de empoderamento das mulheres pela Rádio Câmara FM

Vereadora Erlita se reúne com Julieta Palmeira e propõe campanha de empoderamento das mulheres pela Rádio Câmara FM
13 março 10:06 2018 Imprimir esta notícia

A vereadora Erlita Conceição de Freitas (PT) se reuniu na tarde desta segunda-feira (12/03), em Salvador, com o deputado estadual Marcelino Galo (PT) e outras lideranças do partido para discutir algumas diretrizes da sigla para 2018. Ela também se reuniu com o comandante geral da Polícia Militar da Bahia, coronel Anselmo Alves Brandão e com a major Denice Santiago (comandante da Ronda Maria da Penha na Região Metropolitana de Salvador), na pauta esteve a reivindicação da criação do Núcleo da Ronda Maria da Penha, um serviço periódico especial para proteger mulheres vítimas de violência doméstica em Teixeira de Freitas.

Na Secretaria Estadual de Políticas para Mulheres (SPM), a vereadora Erlita Freitas se reuniu com a secretária estadual Julieta Palmeira e, dentre as reivindicações no campo social para Teixeira de Freitas, propôs a parceria da SPM com a Rádio Câmara 90,9 FM de Teixeira de Freitas, um programa de capacitação radiofônica que fortaleça as mulheres vítimas de violência domestica, quilombolas, indígenas, ribeirinhas e trabalhadoras rurais.

Conforme explicou a secretária Julieta Palmeira, a SPM possui um projeto da Rede Pelas Mulheres que realiza oficinas de formação em rádio-web nas comunidades tradicionais do interior da Bahia, inclusive nas aldeias indígenas pataxó de Barra Velha, no município de Porto Seguro, e na comunidade indígena de 2 Irmãos, no litoral norte do município de Prado. O curso tem carga horária de 40h e os próprios capacitados aprendem a redigir, gravar e editar seus spots para veicular na rádio-web. Muitas emissoras de rádio comunitárias e educativas da Bahia e até comerciais já estão utilizando o material. Os programetes são de ações de sensibilização sobre o enfrentamento à violência contra as mulheres e dicas de saúde, cultural e meio ambiente.

marid1A ideia da vereadora Erlita Freitas é que a Rádio Câmara FM de Teixeira de Freitas, uma emissora estatal com alcance em 13 municípios do extremo sul baiano e a primeira rádio legislativa do norte/nordeste do Brasil que já trabalha veiculando interprogramas educativos, que também passe a veicular os sports desenvolvidos pelo programa da SPM, especialmente sobre a importância do reforço de envolver todos os setores da sociedade no combate à violência contra a mulher, que é, também, um problema de saúde pública.

Durante as oficinas, as mulheres debatem sobre os tipos de violência contra mulher, empoderamento feminino, sororidade, ciberativismo, produção de conteúdo, etnojornalismo e técnica em rádio. A formação tem o intuito de alcançar mais mulheres e capacitá-las para serem autônomas no desenvolvimento de seus próprios programas de rádio. Assim, poderão ampliar e potencializar as vozes das mulheres indígenas, quilombolas, ribeirinhas e trabalhadoras rurais no combate ao preconceito, violência de gênero e sexismo.

Em rodas de conversa, as mulheres expõem as violências que sofrem em suas comunidades e nos seus próprios lares. Através dos relatos, elas podem compreender como reagir em casos de violência e ter elementos para alertar outras mulheres sobre a importância de combater esses atos. Segundo a vereadora Erlita Freitas, a rádio da SPM é feita pelas próprias mulheres capacitadas. “As mensagens criadas para a Rádio Cunhã servem para inspirar outras mulheres a se libertarem da violência, já que infelizmente essa é uma realidade de muitas de nós mulheres. Queremos empoderar nossas companheiras para mudar suas histórias, tomarem a rédea de suas vidas, saírem da violência. É um material muito bem feito e lindo de se ouvir, é uma interpretação que você tem a ilusão de praticamente enxergar a cena narrada por elas no áudio. É realmente fantástico as sonoras e a nossa ideia, é incluir a Rádio Câmara FM como parceira e como peça fundamental desse grandioso trabalho”, argumenta Erlita.

maridA Rádio Cunhã foi criada em junho de 2016, e atualmente conta com o apoio financeiro do Governo do Estado, por meio do edital Setorial de Culturas Digitais 2016, do Fundo de Cultura da Bahia, para alcançar mais mulheres de comunidades tradicionais no interior do Estado com formação e fortalecimento. Entre 2017 e 2018 foram realizados 15 novos programas de rádio (a maior parte está no YouTube) e já conta com quase três mil audições no Soundcloud. (Por Athylla Borborema).

  Categorias: