Vídeo: Acidente entre carreta, ônibus da Águia Branca e ambulâncias deixa pelo menos 22 mortos na BR-101, no ES

22 junho 20:32 2017 Imprimir esta notícia

O trágico acidente automobilístico aconteceu no fim da madrugada desta quinta-feira, dia 22 de junho, por volta de 5h30, no Km 343 da BR-101, em Guarapari-ES., e deixou o saldo de mortos e feridos. Inicialmente foram informados 17 óbitos, mas esse número subiu para 22 no fim da tarde.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a carreta carregada com bloco de pedra, de aproximadamente 35 toneladas, seguia no sentido Vitória/Rio de Janeiro, quando, por motivos desconhecidos, invadiu a contramão e colidiu frontalmente com um ônibus da Águia Branca, da linha São Paulo/Vitória, e ambulâncias dos municípios capixabas de Jerônimo Monteiro e Alfredo Chaves. Após a curva, a rocha atingiu o ônibus, que tombou e começou a pegar fogo pelos fundos, segundo informações que a polícia apurou com os passageiros.

A pista teve ser interditada nos dois sentidos e foi formado um longo congestionamento da rodovia federal, uma das mais movimentadas do país. Dez horas após o acidente, a via foi liberada em meia pista e o trânsito seguiu no sistema pare/siga. No local, dois helicópteros da PM e três equipes do Corpo de Bombeiros trabalharam no resgate às vítimas, além de equipes da Eco 101, concessionária que administra a rodovia.

Até o início da noite desta quinta-feira (22), foi confirmado que, entre os mortos estão o motorista da ambulância da Prefeitura de Jerônimo Monteiro, Alicinaldo Zampili Vargas, 36 anos, a enfermeira Andrea Paes, da Santa Casa de São Paulo, e o motorista da carreta – cujo nome ainda não foi divulgado.

Alicinaldo tinha 36 anos e trabalhava como motorista na Prefeitura de Jerônimo Monteiro desde 2011.

Andrea Paes morava em São Paulo e iria visitar a família. Segundo o ex-marido dela, Antônio Marcos da Silva, havia quase um ano e meio que Andrea não vinha ao Espírito Santo.

fogod1Os feridos foram socorridas por equipes do Corpo de Bombeiros para uma unidade de saúde em Guarapari, Santa Casa de Cachoeiro, Hospital Jayme dos Santos Neves e Hospital São Lucas.

Pelo menos 13 mortos e 13 feridos estavam no ônibus da Águia Branca.

O motorista Mac Vinícius, morador do extremo sul da Bahia, era um dos passageiros do ônibus. Ele foi levado à UPA de Guarapari, para depois ser transferido para o Hospital Jayme Santos Neves, na Serra. Mac contou que estava dormindo no momento do acidente. “Eu estava sentado na cadeira 11. Estava dormindo, quando acordei e vi todo o sofrimento”. (Da redação TN c/ informações de A Gazeta)

  Categorias: