Violência: Estudante esfaqueado na saída de escola não resiste e morre em Itanhém

24 maio 10:55 2016 Imprimir esta notícia

O homicídio aconteceu na noite desta segunda-feira, dia 23 de maio, na saída do período de aulas da Escola Estadual Polivalente, em Itanhém e a vítima foi o estudante Mateus Sousa Nascimento, de 19 anos, morador no bairro São João. Segundo testemunhas, Mateus se envolveu numa discussão com outros dois alunos ainda no interior da escola e os agressores, assim que finalizaram as aulas, aguardaram o desafeto do lado de fora e o atacaram com golpes de faca e pau.

Atingido por três facadas, inclusive um na região do pescoço, Mateus foi socorrido por populares até o Hospital Maria Moreira Lisboa, na própria cidade de Itanhém. Ele recebeu os primeiros atendimentos e morreu quando era preparado pra ser transferido para Teixeira de Freitas.

Pouco tempo depois os policiais militares que atuam no Pelotão de Itanhém, conseguiram apreender os autores do ataque. São dois adolescentes de 17 anos, que após serem apreendidos, terminaram apresentados ao delegado Jorge Nascimento, titular da Polícia Civil no município de Itanhém. O Ministério Público vai decidir nos próximos dias o futuro dos autores do crime. (Por Ronildo Brito)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.