Falsos médicos: PF desarticula esquema que falsificava diplomas da UNEB

A Polícia Federal (PF) revelou que falsos médicos pagavam até R$ 400 mil por diplomas de faculdades de medicina. Ao menos 65 registros foram obtidos no Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro, todos com base em documentações falsas.

Falsos médicos: PF desarticula esquema que falsificava diplomas da UNEB

A quadrilha usava papel de qualidade e reproduzia elementos com a logo das instituições de ensino superior do país. A maioria dos registros fraudados eram da Universidade do Estado da Bahia (Uneb).

“Todos os documentos recebidos pelo Cremerj não foram emitidos ou assinados pela universidade e são ilegítimos”, disse a Uneb, em nota enviada após a publicação de matéria do Fantástico.

Os compradores dos materiais falsos se passavam por estudantes formados e conseguiam empregos em prefeituras de diferentes cidades. Os criminosos também usavam e-mail falso para enviar o diploma quando o mesmo era solicitado por órgãos ligados com a prática da medicina no Brasil.

O Conselho Federal de Medicina disse para a publicação que vai criar novos protocolos para checagem de documentação. Já o Cremerj destacou que as fraudes foram descobertas por uma funcionária, após avaliação dos documentos falsos.

Prefeita Cordélia Torres inaugura construção da praça do bairro Alto da Boa Vista

Prefeita Cordélia Torres inaugura construção da praça do bairro Alto da Boa Vista

BYD investirá R$ 3 bilhões para instalar três fábricas na Bahia

BYD investirá R$ 3 bilhões para instalar três fábricas na Bahia