A cidade do Prado respirou arte neste final de semana com a presença do projeto “Teatro Nu”

A cidade do Prado respirou arte neste final de semana com a presença do projeto “Teatro Nu”
14 março 10:47 2016 Imprimir esta notícia

Contemplado pelo Edital Agitação Cultural do Governo do Estado da Bahia, o projeto Bahia Arte Sul levou para a cidade de Prado neste último final de semana (sexta-feira e sábado – 11 e 12 de março), espetáculos de teatro e de música, no intuito de dinamizar espaços culturais locais e estimular o consumo de cultura no interior baiano. Houve a apresentação de três espetáculos teatrais do grupo soteropolitano Teatro Nu e um show musical da cantora Andréia Pradho.

Em Prado, na Casa de Cultura Miguel Falabella, foram apresentados os espetáculos “O Urso” e “O Pedido de Casamento”, duas peças curtas do russo Antón Tchekov, com direção de Gil Vicente Tavares, dramaturgo e diretor do grupo Teatro Nu. As peças foram apresentadas sequencialmente, com duração aproximada de uma hora.

nud2O cenário montado para receber os espetáculos foi nas ruínas da antiga delegacia de polícia, onde reuniram todas as noites, crianças, jovens e adultos. Os integrantes são atores renomados por atuações de destaques no teatro, no cinema e na televisão com trabalhos premiados por inúmeras academias de artes cênicas. A atuação foi dos atores, Marcelo Praddo, Fafá Menezes e Carlos Betão.

nud1O ator Marcelo Praddo se disse muito feliz pela oportunidade de tido a chance de poder mostrar o seu trabalho aos conterrâneos. Marcelo Mascarenhas Prado, o “Marcelo Praddo” é natural da cidade de Prado e é filho de uma família tradicionalíssima do município a “Família Mascarenhas”, mas vive fora da cidade desde a adolescência por ocasião que foi para Salvador estudar Interpretação Teatral na Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia (UFBA). E na capital permaneceu, promovendo uma careira de sucesso, tanto que foi premiado como Melhor Ator de 2002/Prêmio Braskem de Teatro) e a peça Eu (Dirigido por Vadinha Moura/2004, participação que lhe rendeu a indicação ao prêmio de Melhor Ator de 2004/Prêmio Braskem de Teatro).

nudO ator Carlos Alberto Silva Santos, o “Carlos Betão” é um dos atores no elenco do Teatro Nu que se apresentou em Prado, ele também é baiano, nasceu em Jequié, mas iniciou sua vida artística em Itabuna. Por apresentações consagradas na dramaturgia da força da palavra, foi por diversas vezes indicado ao título de melhor ator. O codinome Carlos Betão veio da época em que trabalhou como sonoplasta da Rádio Nacional AM de Itabuna. Na televisão, atuou na novela “Marcas da Paixão” (Rede Record/2000), e na minissérie “Gabriela” (TV Globo/2012). E nesta segunda-feira, dia 14 de março, estreia na novela Velho Chico, da TV Globo. (Por Athylla Borborema/fotos de Diógenes Cunha do PrimeiroJornal).

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.