Acidente de helicóptero que matou Boechat foi uma fatalidade, aponta laudo da Polícia Civil

Acidente de helicóptero que matou Boechat foi uma fatalidade, aponta laudo da Polícia Civil
11 março 11:08 2019 Imprimir esta notícia

As investigações sobre o acidente que resultou na morte do jornalista e apresentador Ricardo Boechat apontam para uma fatalidade. O laudo do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil de São Paulo indica que o caminhão que colidiu com o helicóptero transitava em uma velocidade aproximada de 40 km/h no momento do acidente ocorrido no Rodoanel, em São Paulo, no começo de fevereiro.

De acordo com o site G1, para a Polícia Civil, que investiga o acidente, ainda não há elementos para responsabilizar alguém criminalmente pela colisão e pelas mortes. O entendimento da investigação, até então, é de que o que aconteceu foi uma “fatalidade”.

“Uma fatalidade. O piloto realizou a manobra de emergência e o motorista do caminhão também vinha em velocidade compatível”, disse o delegado Alexandre Marcos Kerckhof Cardoso e Silva, que acompanha o caso. (Da redação TN)

  Categorias: