Açougueiro é interceptado e morto quando saía do trabalho em Teixeira de Freitas

Açougueiro é interceptado e morto quando saía do trabalho em Teixeira de Freitas
16 janeiro 12:48 2014 Imprimir esta notícia

O segundo crime de homicídio ocorrido nesta quarta-feira (15), em Teixeira de Freitas, aconteceu por volta das 18h30, na rua Jarbas Passarinho, bairro Wilson Brito, próximo ao Mercadão Municipal, centro da cidade e a vítima foi o açougueiro Fernando Ferreira, vulgo Zói, de 28 anos, executado com dez disparos de arma de fogo.

Primeiro a Polícia Militar foi acionada pelo telefone 190 e assim que os policiais chegaram ao local e comprovaram a veracidade da informação, eles próprios comunicaram o fato à Polícia Civil e ao Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Segundo o perito criminal Bruno Mello, responsável pela perícia de local, a vítima foi morta com disparos de pistola 9mm, sendo no ombro esquerdo (2), costas (1), cabeça (1), tórax (3), braço esquerdo (3). De acordo com o delegado Marco Antônio Neves, titular da Polícia Civil em Teixeira de Freitas e que esteve no local do crime acompanhando o levantamento cadavérico, o homem saiu de um açougue, onde trabalhava, montado em uma moto Honda Titan, de cor azul, placa policial JOB-5675, quando foi interceptado por homens em um Fiat Siena, de cor branca, sendo que um deles desceu e efetuou os disparos à queima roupa. Na sequência os criminosos fugiram em alta velocidade.

Uma equipe do SAMU chegou a deslocar-se para o local do crime na tentativa de prestar socorro ao açougueiro, mas o mesmo já não apresentava sinais vitais.

Ainda segundo informações levantadas pelo delegado Marco Antônio, a vítima já registrava uma passagem na polícia em dezembro de 2010 por receptação de veículo roubado. Em maio de 2011 ele foi preso por tráfico de drogas, onde foi condenado a três anos de reclusão. O crime foi característico de execução, já que nenhum pertence da vítima foi levado pelos criminosos. (Por Ronildo Brito e Tyago Ramos)

  Categorias: