Acusado de assassinar o amigo por causa de dívida é preso pela Polícia Civil de Alcobaça

Acusado de assassinar o amigo por causa de dívida é preso pela Polícia Civil de Alcobaça
22 junho 18:55 2016 Imprimir esta notícia

Está custodiado na carceragem da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas, Aleilson Teixeira Soares, o “Lei”, de 24 anos de idade, assassino confesso do motociclista Isaac Soares de Oliveira, crime ocorrido no último dia 7 de maio. O corpo da vítima foi encontrado três dias após o crime no interior de Alcobaça, onde havia sido desovado (jogado).

Segundo Aleilson, que conforme a polícia possui envolvimento com o tráfico de drogas e outros assassinatos na região,  ele matou Isaac pelo fato do mesmo ter o ameaçado de morte, bem como a sua mãe. “Eu emprestei R$ 1.5 mil para Isaac comprar uma moto. Passou uns seis meses e ele não havia efetuado o pagamento. Quando fui cobrar, ele começou a me ameaçar e também ameaçou a minha mãe”, disse o criminoso, completando que era amigo da vítima.

De acordo com apurações feitas pelo delegado Marco Antônio Neves, que responde pela Polícia Civil no município de Alcobaça, na noite do crime, Aleílson teria convidado Isaac para cometer um suposto assalto, oportunidade que levantariam R$ 20 mil, mas quando chegaram no local indicado, o assassino colocou em prática a emboscada contra o próprio amigo e o assassinou com três disparos de arma de fogo. “Lá, eu saquei a arma. Ele desconfiou e correu, dei três tiros e o matei”, disse Aleilson, que logo depois fugiu para o Espírito Santo, onde teria chegado a trabalhar na colheita do café.

Há três dias o homicida retornou à região e seguiu direto para o distrito de São José, no interior de Alcobaça, para visitar uma tia com problemas de saúde. A informação chegou ao conhecimento do delegado Marco Antônio que foi ao endereço e prendeu o assassino. Questionado sobre a arma do crime, Aleilson disse que a vendeu por R$ 2 mil para uma pessoa no Espírito Santo e quando indagado se estaria arrependido de ter assassinado o próprio amigo, ele disse que não, já que Isac teria o ameaçado de morte.

Na tarde desta quarta-feira, dia 22, o delegado Marco Antônio Neves informou que está investigando a suposta participação de um taxista na desova do cadáver, bem como a possível ajuda de comparsas de Aleilson na morte de Isaac.

Após ser ouvido, Aleilson Teixeira Soares, o “Lei”, de 24 anos, foi levado direto à carceragem da 8ª Coorpin, mas a expectativa e ele seja recambiado nos próximos dias ao Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), onde deve permanecer à disposição da Justiça. (Por Ronildo Brito e Tyago Ramos)

  Categorias: