Acusado de atacar adolescente a facadas é preso tranquilamente em campo de futebol

Acusado de atacar adolescente a facadas é preso tranquilamente em campo de futebol
01 novembro 18:35 2015 Imprimir esta notícia

Já está preso à disposição da Justiça na carceragem da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas, após uma ação de policiais do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO), da 87ª Companhia Independente da Polícia Militar de Teixeira de Freitas (CIPM), Tiago Alves, de 24 anos, acusado de assassinar a facadas, a adolescente Renata Santos Monteiro, de 16 anos de idade.

O homicídio aconteceu na noite deste sábado, dia 31 de outubro, na rua Torta, bairro Jerusalém, na região leste de Teixeira de Freitas. Após ser golpeada a adolescente chegou a ser socorrida pelo SAMU, mas morreu antes mesmo de chegar ao pronto socorro do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTFR). Segundo  a mãe  da vítima, Renata estava  em casa, quando  chegou  um  homem  chamando por sua filha, que logo em seguida  falou  que ia sair. “Eu ainda implorei pra ela não ir, mas ela acabou saindo”, contou. Pouco tempo depois a menor foi encontrada esfaqueada e perdendo muito sangue.

Neste domingo, dia 1º de novembro, a PM foi informada que o assassino, apesar de supostamente ter cometido o bárbaro crime, estava tranqüilo em um campo de futebol do mesmo bairro onde aconteceu o assassinato, momento que uma guarnição foi designada ao local e consegui prender o acusado, que terminou conduzido e apresentado à 8ª Coorpin.

Em depoimento à polícia a mãe da menor relatou que já havia registrado algumas ocorrências contra o acusado, com quem sua filha havia convivido maritalmente, em virtude das agressões físicas impostas à menor pelo valentão. “Ele [Tiago] tentou enforcar minha filha e eu não denunciei porque ele disse que iria matá-la caso eu procurasse a polícia”, disse.

Ainda segundo a mãe, Renata Santos Monteiro, de 16 anos, quando morava em companhia de Tiago teria ficado grávida, mas acabou abortando o bebê devido às surras que levara. O acusado negou a acusação, apesar das evidências serem fortes contra sua pessoa. (Por Ronildo Brito e Tyago Ramos)

  Categorias: