Acusado de tráfico e homicídios “Magneto” morre ao confrontar com a polícia de Porto Seguro

Acusado de tráfico e homicídios “Magneto” morre ao confrontar com a polícia de Porto Seguro
12 dezembro 22:37 2018 Imprimir esta notícia

Acusado de diversos crimes, Cleiton Lima dos Santos, o “Magneto”, morreu no fim da tarde desta última segunda-feira (10), após resistir a uma ação de policiais do 8º Batalhão de Porto Seguro (BPM).

Segundo a polícia, somente esse ano de 2018, Cleiton havia participado diretamente de pelo menos quatro homicídios, dentre eles o de Anderson Lobo, que teve seu corpo enterrado e encontrado após 12 dias de buscas pela polícia e família. O acusado também era apontado como autor do homicídio de Neife Lima da Silva, crime ocorrido em plena luz do dia na Praça da Caixa D’agua, local de intenso movimento de pessoas. Na ocasião “Magneto” foi flagrado por populares desembarcando de uma motocicleta e logo depois efetuou vários disparos de arma de fogo contra a vítima, que foi a óbito no local. Destaca-se também o roubo em uma residência no bairro do Mundaí, Orla Norte de Porto Seguro no dia 28 de maio desse ano.

A polícia ainda informou por meio de nota que “Magneto” integrava uma organização criminosa e havia fugido da Delegacia Territorial de Porto Seguro (DT) no dia 4 de dezembro de 2017, tinha contra si um mandado de prisão em aberto, sendo um dos criminosos mais procurados da região. No dia 25 de setembro desse ano de 2018, ele conseguiu fugiu após intensa troca de tiros com policiais militares no bairro do Cambolo, que resultou na morte de outros dois suspeitos apontados como pertencentes do mesmo grupo criminoso.

Ação da PM

Na tarde de segunda-feira (10/12), os policiais militares tomaram ciência de uma localidade onde estaria ocorrendo intenso tráfico de drogas. Durante as buscas, no bairro Paraguai, periferia de Porto Seguro, localizaram a edificação, momento que Cleiton Lima dos Santos, o “Magneto”, tentou fugir das guarnições efetuando em seguida disparos contra os policiais. Após uma intensa troca de tiros, segundo os militares, o mesmo foi alvejado e apesar de ter sido socorrido ao Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, não resistiu e veio a óbito. Com o acusado os policiais encontraram uma pistola marca Taurus, calibre ponto 40, com numeração raspada.

Na mesma ação foi preso um casal que estava no interior da mesma residência onde se escondia o “Magneto”. No interior da casa foram apreendidos um revólver calibre 38 e uma grande quantidade de drogas. (Da redação TN)

  Categorias: