Adolescente gravou vídeo ameaçando supostos rivais antes de ser assassinado

01 fevereiro 18:38 2014 Imprimir esta notícia

Se o seu assassinato possui alguma ligação com o vídeo, ninguém sabe ao certo afirmar, mas o jovem Igor Costa Santos, de 17 anos, encontrado morto por volta das 5h30 deste sábado (01/02), deixou em seu celular a gravação de um rap desafiando supostos criminosos rivais, inclusive alguns que estariam presos no Pátio B, do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), além de falar que seu revólver “canela seca” e de calibre 38, poderia buscar um desafeto bem longe.

O jovem Igor Costa Santos, de 17 anos, que gravou o vídeo, foi executado possivelmente no final da noite desta última sexta-feira, dia 31 de janeiro, mas o seu corpo só foi localizado no início da manhã deste sábado (01/02). Ele foi assassinado com cinco tiros, sendo um na cabeça, três nas costas e um na região da costela. Próximo ao corpo foi encontrada uma cápsula de pistola 9 milímetros.

No vídeo, que pode ajudar a polícia no esclarecimento do crime, o adolescente ainda fala que seu grupo tomou o Tancredo, uma referência ao bairro Tancredo Neves e o Vila Verde e canta que o Castelinho e a rua Torta só têm alemão, que seria um dizer desafiador à suposta fraqueza dos rivais. Ele também chama os supostos inimigos de “comédias”. (Por Ronildo Brito e Tyago Ramos)

  Categorias: