Ainda é um mistério afogamento de adolescente na piscina do Clube Greve, em Itabatã

Ainda é um mistério afogamento de adolescente na piscina do Clube Greve, em Itabatã
21 dezembro 09:58 2015 Imprimir esta notícia

Até essa segunda-feira, dia 21 de dezembro, ninguém da diretoria do Greje de Itabatã, veio a público esclarecer o que pode ter contribuído para o afogamento do adolescente Davi Nunes, de 15 anos, encontrado morto na piscina do Clube. Ninguém sabe ao certo o que teria ocorrido e tampouco o que o menor fazia na piscina, para que se afogasse.

Davi Nunes, segundo informações levantadas pelo radialista Bruno Silva, era aluno da Casa do Estudante e morava no bairro Cidade Nova, em Itabtã. Era filho de uma professora da mesma escola de onde estudava e o afogamento aconteceu na tarde do último sábado, dia 19 de dezembro.

Esse não foi o único afogamento ocorrido naquela região durante esse último final de semana, já que em Posto da Mata, distrito de Nova Viçosa, Rafael Meireles Martins, também de 15 anos de idade e que morava em Teixeira de Freitas, acabou perdendo a vida ao tentar atravessar a nado pela terceira vez seguida uma represa próxima ao perímetro urbano do lugar.

Os corpos dos dois menores foram removidos ao Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), onde foram necropsiados e liberados aos familiares para realização dos velórios e sepultos. No caso da morte de Itabatã a Polícia Civil do município de Mucuri deve investigar o caso. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: