Almir Zarfeg é homenageado com o Troféu da Inconfidência Mineira “Melhor Poeta” em Ouro Preto

Almir Zarfeg é homenageado com o Troféu da Inconfidência Mineira “Melhor Poeta” em Ouro Preto
28 fevereiro 10:58 2016 Imprimir esta notícia

O poeta e jornalista baiano Almir Zarfeg recebeu na noite deste sábado (27/02), no Museu da Inconfidência Mineira, em Ouro Preto, cidade histórica da mesorregião metropolitana de Belo Horizonte (MG), o Troféu da Inconfidência Mineira Melhor Poeta de 2015.

O evento é promovido todos os anos pela Prefeitura Municipal de Ouro Preto e pela Associação Internacional de Escritores e Artistas com chancela da Secretaria Estadual de Cultura de Minas Gerais e Ministério da Cultura do Brasil.

incod2A solenidade contou com a participação de diversas autoridades importantes para a literatura, várias presidentes de Academias de Letras e de Artes do País, poetas, escritores, editores e políticos, além de músicos e grupos folclóricos que se apresentaram, abrilhantando o evento.

O poeta e jornalista Almir Zarfeg é filho da cidade de Itanhém, mas é enraizado em Teixeira de Freitas. Editor consagrado e mestre em literatura, escreve para vários veículos de comunicação do país, possui diversos artigos científicos publicados e é poeta celebrado na história de vários países do mundo por meio da sua participação em enciclopédias e antologias.

Reconhecido mundialmente por causa das suas dezenas de livros publicados e considerado um dos dez artistas literários da Bahia mais premiados da sua geração, ele ainda é integrante de inúmeras Academias de Letras do país. O ano passado, ele foi um dos 50 brasileiros homenageados com o Troféu Carlos Drummond de Andrade de Literatura 2015, na festa do seu cinquentenário em Itabira-MG.

incod1No Rio de Janeiro, abocanhou o Prêmio Vicente de Carvalho após vencer o Concurso Internacional de Literatura da União Brasileira de Escritores (UBES) e da Academia Brasileira de Letras (ABL) na categoria Poesia com o livro inédito “Z, Vira & Verso”. Já o livro “Poemas anexados” será veiculado na próxima edição de “Germina – revista de literatura e arte.

No último sábado do dia 23 de janeiro, Zarfeg recebeu a Medalha Luís Vaz de Camões, na Casa das Beiras, na cidade do Rio de Janeiro. O evento realizado pela editora portuguesa Mágico de Oz e Associação de Poetas de Portugal. Este ano, Almir Zarfeg está comemorando 25 anos de trajetória poética. O “Água Preta” é o primeiro livro de poemas de Zarfeg e foi lançado em agosto de 1991, em Belo Horizonte (MG), pela editora Asbrapa.

incodA premiação dos Melhores do Ano envolve diversas categorias artísticas e profissionais. Além do poeta e jornalista Almir Zarfeg, outro baiano, o jornalista e escritor Athylla Borborema também foi lembrado este ano no evento, onde recebeu o Troféu da Inconfidência Mineira Melhor Jornalista e foi ainda agraciado com a festejada e chilena Comenda Internacional Pablo Neruda de Literatura, oferecida no Brasil a apenas três escritores por ano e Borborema foi o primeiro baiano a recebê-lo. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: