Análise: Valmir Assunção recoloca PT na disputa em Itamaraju, mas Angênica não está fora da “briga”

Análise: Valmir Assunção recoloca PT na disputa em Itamaraju, mas Angênica não está fora da “briga”
09 outubro 21:58 2018 Imprimir esta notícia

O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) foi reeleito com 118.313 mil votos no pleito do último domingo (7). A recondução de Assunção para a Câmara dos Deputados foi celebrada pelos mais diversos movimentos sociais, sindicais baianos. Para o petista, a luta deve continuar neste segundo turno para o cargo de presidente e volta a frisar a atuação do Nordeste nas decisões e no rumo do país. “Estamos felizes por mais uma vitória aqui na Bahia, por nossa reeleição, que nos traz ainda mais responsabilidade, e por termos conseguido uma ascensão rápida com o companheiro Fernando Haddad. O segundo turno será uma batalha difícil, mas que vamos vencer com o engajamento do povo do Nordeste e da Bahia”, salienta.

Segundo Valmir, a reeleição de Rui Costa (PT) liquidou a “turma” de ACM Neto (DEM) no estado. “Conseguimos eleger maioria na Câmara Federal e na Assembleia. Isso é um processo que ratifica a atuação do nosso governador correria, sem contar que elegemos ainda Wagner e Coronel para o Senado. Foi uma vitória que ratificou, pela quarta vez seguida a decadência do carlismo. Agora é seguir trabalhando para continuar mudando as vidas das pessoas, principalmente quem vive no campo. E, para isso, precisamos ganhar também o governo federal e retomar a democracia”, descreve o petista. Valmir celebrou a vitória de Mário Jacó (PT) para deputado estadual e destacou a votação do vereador Luiz Carlos Suíca (PT). “Jacó será a força do semiárido na Assembleia. É quadro da EPS (tendência interna do Partido dos Trabalhadores) e vamos seguir juntos nessa caminhada”.

Com a votação de 118 mil votos, Assunção conseguiu feitos inéditos, como ser mais votação que Ronaldo Carleto (PP), que obteve 118.097 e uma vitória ainda maior em Itamaraju, sua terra natal, onde derrotou todos os seus adversários e ficou na primeira colocação com 5.319 votos. O segundo colocado para deputado federal foi Adolfo Viana (PSDB), candidato do prefeito Marcelo Angênica, que conseguiu 4.792 votos.

Para deputado estadual Valmir Assunção conseguiu um feito ainda maior, dando a Luiz Carlos Suíca, vereador de Salvador e até então desconhecido em Itamaraju, o 1º lugar com 3.398 votos. O segundo colocado foi Tiago Correia, candidato de Marcelo Angênica, que saiu com 3.075 votos. Ronaldo Carletto foi apenas o quinto colocado no município com 1.428 votos. Já Larissa Oliveira (PSD) apoiada pelo atual vice-prefeito Téa Pires, ficou na 5ª colocação para estadual com 1.975 votos.

A terceira maior votação de Itamaraju foi dada ao deputado federal Paulo Magalhães, que tentou a reeleição sem sucesso pelo PSD (3.802 votos) e o desconhecido Tum (PSC), que alcançou 2,660 votos para estadual. Magalhães e Tum foram apoiados pelo ex-vice prefeito Luiz Mário.

Analistas ouvidos pelo Teixeira News asseguram que a votação de Valmir e Suíca recoloca o Partido dos Trabalhadores na disputa pela Prefeitura de Itamaraju em 2020, podendo ser protagonista de alianças que sejam capazes de enfrentar o atual prefeito Marcelo Angênica, que ao colocar os seus candidatos na segundo posição entre os mais votados, dá sinais de recuperação, mesmo que ainda pequena, em relação aos desgastes administrativos iniciais da sua gestão. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: