Após pressão do MP, Samarco se compromete a auxiliar pescadores do Espírito Santo

Após pressão do MP, Samarco se compromete a auxiliar pescadores do Espírito Santo
17 dezembro 01:12 2015 Imprimir esta notícia

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo suspendeu a audiência prevista para esta quarta-feira entre a Samarco e a Federação das Colônias de Pescadores do estado, depois que a mineradora assinou o aditivo ao Termo de Compromisso Socioambiental Preliminar que foi firmado entre o Ministério Público do Espírito Santo, Ministério Público Federal e o Ministério Público do Trabalho e protocolado na Justiça Estadual no dia 4 deste mês.

De acordo com o tribunal, a ação visa proteger os direitos homogêneos dos pescadores vítimas do desastre na Bacia do Rio Doce. Com a assinatura, a Samarco se compromete a conceder auxílio-subsistência de um salário mínimo aos trabalhadores, com aumento de 20% do valor previsto por cada familiar (cônjuge, companheiro e filhos), independentemente da condição de segurado do INSS, além de cesta básica a cada pessoa beneficiada pelo referido auxílio, pelo período inicial de seis meses ou até que sejam alteradas as condições estabelecidas. (Da redação TN)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.