Atirador usou revólver calibre 38 para assassinar Vitor Aguiar e projétil atingiu o pulmão

Atirador usou revólver calibre 38 para assassinar Vitor Aguiar e projétil atingiu o pulmão
19 dezembro 19:44 2015 Imprimir esta notícia

Na manhã deste sábado, dia 19 de dezembro, o Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), divulgou o resultado da necropsia realizado no corpo do empresário Vitor Aguiar Antônio, de 30 anos, assassinado no início da madrugada quando participava de um churrasco com amigos, numa casa à rua Tapojós, no bairro Universitário, região sul de Teixeira de Freitas. O imóvel seria de propriedade de Vitor, mas estaria alugado para um amigo seu.

No início da madrugada foi ouvido um disparo de arma de fogo, e o empresário, que estava sentado numa das cabeceiras da mesa de madeira no rol da churrasqueira, com as costas viradas para um portão pequeno de metal, caiu. Nesse momento seus amigos que também participavam da confraternização perceberam que Vitor Aguiar estava ferido e imediatamente o socorreram ao Hospital Sobrasa, onde acabou morrendo pouco tempo depois.

No laudo de medicina legal assinado pela médica perita Fabíola Depizzol, do DPT de Teixeira de Freitas, evidencia que Vitor foi morto com um disparo de revólver calibre 38, e o projétil, disparado do lado de fora do portão, atingiu a região infra-axilar  esquerda, ficando alojado no pulmão, provocando uma forte hemorragia e o óbito.

vitord5A delegada Waldiza Fernandes, de plantão neste sábado, dia 19, na 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas e autoridade responsável pela instauração do inquérito policial e as investigações iniciais do caso, ouviu os amigos de Vitor Aguiar, que estavam com ele no momento do disparo e como ninguém viu muita coisa, pouco contribuíram com o desfecho do caso. O delegado Marcus Vinícius, coordenador regional da Polícia Civil, também está empenhado nas investigações.

Autoria e motivação do assassinato são desconhecidas e sabe-se apenas que o rapaz, um dos empresários melhores sucedidos da cidade, dono da Concessionária Hyundai e de outros negócios na área de transporte, participava do churrasco, quando o atirador, efetuou o disparo do lado de fora do portão da casa, que atingiu-lhe fatalmente. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: