Batida entre veículo e cavalo montado por vaqueiro supostamente bêbado quase provoca tragédia na BA-994

Batida entre veículo e cavalo montado por vaqueiro supostamente bêbado quase provoca tragédia na BA-994
07 dezembro 12:36 2015 Imprimir esta notícia

O acidente automobilístico aconteceu por volta das 20h deste domingo, dia 6 de dezembro, na rodovia BA-994, no trecho entre Medeiros Neto e Vereda, quando o condutor de um Volkswagen Gol, placa NYW-9556, licenciado de Itanhém, Liebeto Gonçalves dos Santos, de 42 anos, foi surpreendido por um cavalo atravessando a pista e o choque acabou sendo inevitável.

Segundo informaram os policiais militares da 44ª Companhia Independente de Medeiros Neto (CIPM), que atenderam a ocorrência, o animal era montado pelo vaqueiro João Nunes Costa, o “Bijunga”, de 56 anos, que trabalha numa propriedade rural próxima. Com o impacto da batida o motorista do Gol, que viajava em companhia de parentes para pegar a esposa em Vereda, onde participariam de um culto numa igreja evangélica às margens da rodovia estadual, ficou ferido e precisou ser socorrido ao Hospital Municipal de Medeiros Neto, onde recebeu atendimento médico e mais tarde terminou liberado. Já o cavalo morreu na hora.

bijungadDe acordo com moradores próximos o vaqueiro “Bijunga”, que praticamente nada sofreu, foi visto durante todo o período da tarde deste domingo, dia 6, consumindo bebidas alcoólicas em um bar próximo e momento antes do acidente, quase fora atropelado por outro carro, que também transitava na via.

Agora o acidente segue sendo investigado pelo delegado Sanney Simões, titular de Medeiros Neto. Populares relataram que o vaqueiro, apontado como responsável pelo acidente, dificilmente terá condição de arcar com os prejuízos materiais causados ao veículo, que segundo o proprietário não é segurado. (Por Ronildo Brito / Fotos: Medeiros DiaDia)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.