Bolsonaro ganha em Teixeira de Freitas e perde nos demais municípios da região

Bolsonaro ganha em Teixeira de Freitas e perde nos demais municípios da região
29 outubro 13:59 2018 Imprimir esta notícia

Como já havia acontecido no primeiro turno o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) teve mais votos do que o candidato derrotado Fernando Haddad (PT), na disputa deste domingo (29), no município de Teixeira de Freitas. Em um placar apertado o militar aposentado obteve 34.772 votos (50,97%), contra 33.442 votos do professor, uma diferença de apenas 1.280 votos.

Nos outros 20 municípios do extremo sul o petista Fernando Haddad ficou à frente de Jair Bolsonaro. No primeiro turno o município de Jucuruçu há havia dado a maior votação proporcional do estado para Rui Costa e atendeu mais uma vez o pedido do governador reeleito proporcionando ao seu candidato Fernando Haddad a maior porcentagem de indicações da região. Foram 3.875 votos (76,51%) em Haddad e 1.190 votos (23,49%) em Bolsonaro.

A segunda maior votação proporcional dada ao petista no extremo sul aconteceu em Itapebi, 4.032 (76,38%) contra 1.247 de Bolsonaro (23,62%), seguido de Alcobaça, 7.839 votos (75,92%) de Haddad contra 2.487 votos (24,08%) de Bolsonaro; A quarta maior votação do candidato do PT na região aconteceu no município de Guaratinga, onde a votação foi 7.054 votos (73,96%) para Haddad e 2.484 votos (26,04%) de Bolsonaro; Belmonte concedeu a quinta maior votação em percentuais para Haddad (7.352 – 73,04%) contra (2.713 votos – 26,96%) de Bolsonaro.

Nos demais municípios do extremo sul o candidato Fernando Haddad venceu Jair Bolsonaro com certa folga, menos em Eunápolis, onde o placar foi apertado. Entre os eunapolitanos Haddad obteve 29.184 votos (50,59%), contra 28.502 votos de Bolsonaro (49,41%), diferença de apenas 682 votos a favor do petista.

Em Mucuri o placar ficou 9.901 votos (59,12%) de Haddad e 6.847 votos (40,88%) de Bolsonaro; Nova Viçosa a votação foi 10.087 votos (54,38%) de Haddad a 8.462 (45,62%) de Bolsonaro; No Prado o placar foi 8.143 votos (62,21%) a 4.946 votos (37,79%); Itamaraju  Haddad obteve 16.393 votos  (55,19%) contra 13.312 votos (44,81%) de Bolsonaro; Itabela 9.637 votos (67,43%) contra 4.654 votos (32,57%); Porto Seguro 38.222 votos (57,41%)/28.354 votos (42,59%).

E Haddad seguiu vencendo no extremo sul: tagimirim 2.603 votos (65,48%)/1.372 cotos (34,52%); Caravelas 6.443 votos (70,55%)/2.690 votos (29,45%); Vereda 2.704 votos (59,06%)/1.184 votos (30,43); Medeiros Neto 7.044 votos (59,06%)/4.883 votos (40,94%); Itanhém 6.182 votos (61,25%)/3.911 votos (38,75%); Lajedão 1.733 votos (59,37%)/1.191 votos (40,63%); Ibirapuã 2.475 votos ( 53,04%)/2.191 votos (46,96%) e Santa Cruz Cabrália, onde Haddad obteve 7.788 votos (60,03%) e Bolsonaro 5.186 indicações (39,97%).

Total

No Brasil o presidente eleito Jair Bolsonaro obteve 55,13% dos votos válidos, ou 57.797.456 votos, enquanto o candidato derrotado Fernando Haddad obteve 44,87%, o que correspondeu a 47.040.819 votos. Na Bahia, no primeiro turno, Haddad já havia vencido Bolsonaro pelo placar de 60,28% contra 23,41% dos votos válidos e ampliou a vantagem nesse segundo turno obtendo 5.484.901 votos (72,69%), contra 2.060.382 votos (27,31%). (Pesquisa e texto: Ronildo Brito)

  Categorias: