Corpo em matagal pode ser de PM desaparecido

Corpo em matagal pode ser de PM desaparecido
14 setembro 09:30 2016 Imprimir esta notícia

O corpo de um homem localizado enterrado em um matagal na região da Lagoa da Paixão, em Fazenda Coutos 3, no início da tarde desta terça-feira, 13, pode ser do sargento reformado da Polícia Militar Eduardo Henrique Bispo dos Santos, 59 anos.

Ele estava desaparecido desde o dia 31 de julho último, quando saiu de casa, também em Fazenda Coutos 3, e não foi mais visto.

Conforme informações da assessoria da Polícia Civil, as roupas encontradas no  cadáver são semelhantes com as  que o PM vestia no dia em que sumiu. Contudo a instituição  pede cautela e diz que somente após o resultado do  laudo pericial será possível confirmar se o corpo é realmente do sargento.

O cadáver estava enterrado em uma cova rasa em um lugar de difícil acesso, sendo necessário o auxílio dos homens do Corpo de Bombeiros para fazer o resgate.

Sob anonimato, um policial civil revelou que o PM foi sequestrado e morto por  quatro traficantes de drogas que agem no bairro, três destes identificados como Nego Bigó, Desenho e Pial.

Segundo ele, um desentendimento entre o sargento e Nego Bigó, há sete meses, por causa de uma mulher, que seria filha do PM, fruto de outro relacionamento, teria motivado o crime.

O policial afirmou que Nego Bigó namorava com a mulher e tinha o  costume de agredi-la, o que  despertou a revolta do  sargento. A reportagem não conseguiu confirmar esta informação com a Polícia Civil.

Suspeitos à solta

Há mais de 40 dias investigadores da força-tarefa da Secretaria de Segurança Pública (SSP/ BA), sob a coordenação do delegado Odair Carneiro, titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM) do Departamento de Homicídios (DHPP), vinham investigando o paradeiro do policial.

Na última sexta-feira, 9, cerca de 250 policiais civis e militares realizaram uma operação na Lagoa da Paixão para cumprir 20 mandados de prisão e de busca e apreensão e, assim, identificar o local onde o corpo do sargento estava escondido.

Na ocasião, apenas um homem foi detido em flagrante com drogas e arma. Até ontem, nenhum envolvido na morte do sargento havia sido preso. (A Tarde) 

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.