Discussão por causa de som alto termina com militar morto e dois civis feridos no interior de Teixeira de Freitas

Discussão por causa de som alto termina com militar morto e dois civis feridos no interior de Teixeira de Freitas
16 novembro 08:58 2015 Imprimir esta notícia

A confusão ocorreu num estabelecimento comercial denominado de “Bar do Marquinho”, localizado no povoado de Duque de Caxias, no interior de Teixeira de Freitas, quando o tenente da reserva da Polícia Militar da Bahia, José Luiz Firmo Queiroz, de 75 anos, teria diminuído o volume do som que os assassinos insistiam em ouvir.

De acordo com informações levantadas pela polícia, três homens, que faziam uso de bebida alcoólica, não gostaram que o “Sargento Queiroz”, como o militar era mais conhecido, diminuiu o volume do som que tocava no bar e um deles, portando uma arma de fogo, efetuou diversos tiros no policial, atingindo ainda outros dois clientes que estavam numa mesa próxima.

Ainda segundo a polícia, Queiroz era proprietário de uma boate que fica nas proximidades do local e teria baixado o volume duas vezes a pedido de um cliente. Na primeira vez, depois de diminuir a intensidade do som, os homens voltaram a aumentar e depois de uma nova reclamação o tenente retornou e diminuiu novamente o volume da música, o que teria deixado o assassino em fúria, bem como seus dois acompanhantes.

No tiroteio, José Luiz Firmo Queiroz, o “Sargento Queiroz, de 75 anos, acabou atingido por dois disparos e mesmo tendo sido socorrido rapidamente ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), mas não resistiu aos ferimentos e morreu na mesa de cirurgia.

Os outros dois baleados foram identificados como Desnastor Dias dos Santos, de 19 anos, morador da rua Chile, no bairro Liberdade I, na região sul de Teixeira de Freitas e Diego da Silva, 23, residente à praça Castro Alves, no próprio povoado de Duque de Caxias. Desnastor foi alvejado com dois disparos, sendo um no braço direito e outro das costas, enquanto Diego fora acertado no braço esquerdo. Ambos foram atendidos no Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF) e não correm risco de morrer.

Em seguida ao crime os três acusados, inclusive o autor dos disparos, desapareceram do lugar sem deixar pistas. As investigações em torno dos homicídios, sendo um consumado e os dois tentados seguem a cargo do delegado Kleber Gonçalves, titular da Polícia Civil no município de Teixeira de Freitas. (Por Ronildo Brito e Tyago Ramos)

  Categorias: