Dono da JU alveja três e destrói a tiros redação do Jornal Teixeira News

Dono da JU alveja três e destrói a tiros redação do Jornal Teixeira News
20 agosto 19:54 2014 Imprimir esta notícia

O advogado e cafeicultor Danilo Ungaro, 34 anos, administrador e herdeiro do império JU, destruiu o escritório do Jornal Eletrônico Teixeira News na tarde desta terça-feira (19/08), com pelo menos 8 tiros que destruíram duas paredes do espaço usado para administração de conteúdo do site, atingindo um notebook, perfurando várias vezes uma mesa coletiva da redação e a porta do banheiro. A sala da redação ficou repleta de estilhaços em razão da violência provocada pelos tiros.

O ataque a tiros contra a redação do Teixeira News, o mais tradicional jornal online do extremo sul do Estado, ocorreu de forma indireta, porque o atirador promoveu os disparos de uma sala ao lado, no escritório da Juliano Guimarães Ltda., empresa especializada no gerenciamento financeiro de fazendas de café na região, onde tinha o objetivo de ceifar a vida do seu alvo e conseguiu matar a tiros o dono da empresa, Nelson Gonçalves Guimarães Filho, 48 anos, e feriu a bala, a sua esposa Rogéria Zatta Guimarães, 34 anos e o seu sócio e primo Juliano Guimarães Silva, 30 anos.

O Jornal Teixeira News possui duas centrais em Teixeira de Freitas, sendo a de jornalismo com estúdio de gravação de rádio agência e vídeo, no bairro Bela Vista e o escritório comercial e também de jornalismo na zona central da cidade, no primeiro andar do edifício da Unigraf, na Rua Felinto Muller, nº 31, no centro de Teixeira de Freitas, este que foi palco do cenário, para onde os tiros transfixaram.

Por sorte ninguém da equipe do Teixeira News estava no escritório. Mas por pouco o jornalista Athylla Borborema, editor do site, não teria sido surpreendido com a tragédia, porque estava se dirigindo para o escritório naquele momento e um atraso na BR-101 por causa das fortes chuvas que caíram na tarde desta terça-feira (19) no trecho Itamaraju/Teixeira fez com que o jornalista chegasse ao local 10 minutos depois da tragédia, onde só passaria no escritório para apanhar uma bolsa com o seu notebook pessoal para fazer uma viagem.

ungarod3No local onde o jornalista Ronildo Brito ocupa no escritório, vazaram 5 projéteis na direção da sua cabeça (conforme mostra esta foto anexada no texto). Felizmente o jornalista não estava no local no momento da tragédia.  Felizmente também que outras pessoas dos escritórios vizinhos não foram atingidas. No mesmo andar do prédio ainda funcionam uma agência de publicidade, uma empresa de engenharia civil e dois escritórios de advocacia. No escritório ao lado, onde ocorreu a morte e o duplo atentado de morte, os peritos Paulo Libório e Everton dos Anjos, recolheram 16 cápsulas de cartucho calibre 380, deixando evidente que o criminoso descarregou o estojo da arma nas suas três vítimas.

O autor do crime, Danilo Ungaro, 34 anos, dono da empresa JU, foi preso 40 minutos depois em fuga na sua caminhonete pela BR-101, por policiais da CAEMA nas proximidades do distrito de Posto da Mata, em posse da arma do crime, uma Pistola calibre 380, com um pente vazio e um segundo estojo municiado de cartuchos intactos. Na sequência o assassino foi apresentado na 8ª Coordenadoria Regional da Polícia Civil de Teixeira de Freitas, onde acabou autuado em flagrante delito pelo delegado Júlio Telles. Ele disse que um desacordo comercial com Nelson Guimarães, que por meio do seu escritório era prestador de serviços nas suas fazendas, levou uma discussão e finalizou com a fatalidade.

Nota

A direção do Teixeira News lamenta a ocorrência do episódio e expressamos nossa solidariedade com a família das vítimas neste momento tão triste e lamentável. E agradecemos a Deus por ter protegido aos demais integrantes deste prédio e a vida de todos nós e, que tenhamos vida longa. Também rogamos a Deus para que o arrependimento venha o quanto antes na vida do autor. Contudo, lastimamos a ausência de tolerância que nos dias atuais tem faltado por demais entre os homens.  E mesmo o ataque contra a redação do Teixeira News tendo sido indireto, devemos lamentar porque qualquer que seja o tipo de ataque contra a vida humana ou contra um órgão de comunicação social significaimpedir ou dificultar o trabalho da imprensa na ação em favor da democracia e principalmente da vida, que é o bem maior do ser humano e dos animais. (Da redação TN)

  Categorias: