Edital para construção de policlínicas sai neste mês, diz Rui Costa

Edital para construção de policlínicas sai neste mês, diz Rui Costa
06 janeiro 12:28 2016 Imprimir esta notícia

O governo baiano publicará, ainda neste mês, o edital de licitação para a construção de policlínicas de especialidades em cinco ou seis regiões do estado. O governador Rui Costa informou, na tarde desta terça-feira (5), durante a solenidade de posse da nova Mesa Diretora do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE), que ainda no primeiro semestre do ano pretende iniciar a construção de 12 a 14 policlínicas no interior.

“Muitas obras não puderam ser iniciadas em 2015 por problemas administrativos, burocráticos, a exemplo das policlínicas, mas agora em janeiro estou soltando edital de licitação para construção das policlínicas”, disse Rui.

A meta, de acordo com o governador, é iniciar em maio a construção da primeira unidade no interior. A primeira região a ser contemplada ainda não foi definida, mas a análise preliminar da Secretaria da Saúde indica a cidade de Teixeira de Freitas ou Jequié. “Na área da saúde, o carro-chefe da nossa gestão é a regionalização da saúde”, afirmou Rui.

No total, serão construídas 28 policlínicas, ao custo individual de R$ 16 milhões (R$ 9,5 milhões para construção civil e R$ 6,5 milhões em equipamentos), enquanto a manutenção irá girar em torno de R$ 700 mil por mês. Além de procedimentos e exames de média complexidade, as policlínicas poderão realizar pequenas cirurgias, como biópsias.

Apesar do ano difícil, o governador Rui Costa considerou que o governo conseguiu dar andamento às principais metas traçadas na área da saúde. “Iniciei o hospital da Costa do Cacau; mais da metade das obras do hospital de Seabra, na Chapada, já está concluída; e inicio mais dois hospitais este ano, que é o hospital de Feira de Santana e o hospital da Região Metropolitana de Salvador, que será construído em Lauro de Freitas”, lembrou.

Sobre as perspectivas para 2016, o governador Rui Costa destacou o esforço da administração estadual para fechar as contas no ano passado sem sobressaltos e continuar investindo em obras. “Conseguimos superar as adversidades, manter as principais obras em andamento, concluir outras, enfim, com muito esforço e reordenamento de despesas aprimoramos a máquina pública e vamos seguir este ano. Ainda vai ser um ano difícil, mas espero que seja menos difícil que foi o de 2015”. (Da redação TN)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.