Envolvidos na morte da nutricionista presos em Teixeira são recambiados ao presídio e outros três são liberados em São Mateus

Postado por Edição - Teixeira News | 22 de fevereiro de 2016 18:12

Três das seis pessoas presas em Teixeira de Freitas na noite deste último sábado (20/02), suspeitas de participação na morte da nutricionista Camila dos Santos Lopes, 29 anos, foram liberados pela Polícia Judiciária do Espírito Santo na manhã desta segunda-feira (22/02).

Depois de prestarem depoimento foram liberados Mauricio de Oliveira Santos, 30 anos, Maury Ferreira de Carvalho Junior, 42 anos, e Sandra Maria Vieira Lopes, 49 anos -, já o filho desta última, Anderson Vieira Lopes, 30 anos, foi indiciado por crime de receptação e falsificação de documentos e se manteve preso sob a acusação de ter encomendado o roubo do carro e pago por ele a quantia de R$ 4 mil e também pela posse de documentos falsos e matéria prima para os tais.

Já os amigos Rafael de Jesus Lima, 25 anos, e José Junior Lopes Santos, 24 anos, moradores da Rua Pernambuco no bairro São Lourenço em Teixeira de Freitas, foram autuados em flagrante delito e recambiados do DPJ para o presídio do Centro de Detenção Provisória de São Mateus.

Conforme o delegado Renan Albuquerque, a pessoa de Rafael de Jesus Lima, 25 anos, vai responder por crime de latrocínio (roubo seguido de morte) e adulteração de veículos. E José Junior Lopes Santos, 24 anos, que em 4 de dezembro de 2014 foi preso em Itanhém (BA) por participação em roubo de gado, foi autuado em flagrante delito por crime de roubo qualificado.

O delegado Renan Albuquerque informou que Rafael de Jesus Lima, de 25 anos, e José Júnior Lopes Santos, de 24 anos, saíram de Teixeira de Freitas na manhã da quinta-feira (18). “Eles nunca tinham roubado carros juntos. Um dia antes, o Rafael falou: você tem coragem de roubar um carro comigo? O José Junior topou”, explicou o delegado. E chegaram a São Mateus às 10h, onde inicialmente os dois ficaram parados no Mercado Municipal por horas, mas não encontraram uma oportunidade para cometerem o crime.

“Depois, seguiram para a praça do cinema e também não viram oportunidade para o roubo. Foi então que estacionaram em frente à igreja São Benedito e logo encontraram a nutricionista se dirigindo para o seu carro estacionado”, narrou o delegado. Rafael estava armado e foi abordar a vítima, enquanto Júnior ficou esperando no carro deles (Ford/Focus Cinza) ao lado para dar cobertura à fuga.

“Quando a nutricionista entrou no carro, Rafael entrou no banco de trás e colocou a arma por trás da cabeça dela. Passou em frente ao carro em que José Júnior estava pilotando e determinou que ele os seguissem. Pegaram a BR-101 sentido ao estado da Bahia com a vítima dirigindo o seu próprio carro e o bandido no banco de trás”, explicou o delegado.

Depois de percorrerem cerca de 5 quilômetros, o veículo roubado começou a dar sinal de que a gasolina iria acabar, ainda na altura do bairro Litorâneo, zona norte de São Mateus. “Fora quando o Rafael deu R$ 40 para o Júnior buscar gasolina em um posto de combustível em São Mateus, e disse que, enquanto isso, ia soltar a Camila no meio dos eucaliptos. Só que não fez isso. Ele mandou Camila sair do carro e mandou ela entrar no mato. Então, disse que virou o rosto e atirou, sem a intenção de matar”, explicou o delegado com base no depoimento do latrocida.

De volta à BR-101, Rafael reencontrou com Júnior e juntos seguiram para Teixeira de Freitas. José Junior dirigindo o Ford/Focus e Rafael dirigindo o carro da vítima (Chevrolet Onix). E em Teixeira entregaram o veículo a Anderson Vieira Lopes que pagou aos dois a quantia de R4 4 mil pelo serviço.

Os policiais capixabas numa força tarefa formada por policiais federais, civis e do serviço reservado do 13º BPM de São Mateus, com auxílio dos policiais do Pelotão Tático Operacional da 87ª CIPM de Teixeira de Freitas, chegaram até os acusados depois de terem acesso às imagens de câmeras de videomonitoramento de casas e lojas do centro de São Mateus.

Além do carro da vítima, alguns dos seus pertences como um anel de ouro e um par de brincos foram recuperados pela polícia em mãos dos criminosos. Além do revólver marca Taurus, calibre 38, de numeração raspada, com 4 cartuchos intactos e 1 cápsula deflagrada, cuja arma foi a utilizada para matar a jovem nutricionista.

Na transferência dos criminosos do DPJ para o presídio do Centro de Detenção Provisória de São Mateus neste último domingo (21), os capixabas indignados com a ocorrência do crime se aglomeraram em frente ao Departamento de Polícia Judiciária em torno do camburão, batendo no veículo e até lançando objetos. A viatura precisou de escolta para conseguir deixar o pátio da Delegacia. (Por Athylla Borborema).

Source URL: https://teixeiranews.com.br/envolvidos-na-morte-da-nutricionista-presos-em-teixeira-sao-recambiados-ao-presidio-e-outros-tres-sao-liberados-em-sao-mateus/