Equipe do coronel Silveira é recebida a tiros e matadores de empresários acabam mortos em Teixeira de Freitas

Equipe do coronel Silveira é recebida a tiros e matadores de empresários acabam mortos em Teixeira de Freitas
08 fevereiro 13:07 2015 Imprimir esta notícia

Policiais da equipe do tenente-coronel Paulo Silveira, comandante do 13º Batalhão da Polícia Militar de Teixeira de Freitas, conseguiram localizar no início da tarde deste domingo (08/02), o esconderijo dos matadores que nos últimos dias vinham causando temor na população teixeirense: David Gonçalves dos Santos, o “Mineirinho” e Lucas Alves dos Santos, o “Bulguinha”. Conforme a polícia, eles eram acusados da autoria de pelo menos 7 crimes de mortes em Teixeira de Freitas a serviço do tráfico de drogas e responsáveis pelas execuções de dois empresários do ramo de supermercados e de um representante comercial, ocorridas no início deste mês de fevereiro no bairro Liberdade, na zona sul da cidade.

Os policiais da Companhia Especializada Tático Operacional (CETO) do 13º BPM, localizaram os matadores escondidos numa casa na Rua José André da Cruz, no bairro Vila Vargas, região central de Teixeira de Freitas. Primeiro os PMs tentaram uma abordagem domiciliar objetivando que os matadores anunciassem uma rendição. Mas os homens revidaram disparando dois tiros e anunciaram que só se rendiam mortos. Os PMs da CETO sob o comando do capitão Sílvio Nunes então recuaram e evacuaram todos os moradores vizinhos dos seus imóveis e invadiram o esconderijo dos marginais. Na invasão, aconteceram mais tiros. Desta feita a PM revidou e os dois matadores terminaram atingidos.

Os matadores David Gonçalves dos Santos, o “Mineirinho” e Lucas Alves dos Santos, o “Bulguinha” ainda foram socorridos com vida pelos próprios policiais militares da CETO para o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas. O “Mineirinho” morreu tão logo deu entrada no pronto socorro da unidade médica, com duas perfurações no tórax. Já “Bulguinha” suportou o ferimento recebido no peito por mais tempo e, morreu já no centro cirúrgico.

O “Bulguinha” era filho de Joaquim Alves Santos, 45 anos, abatido com disparos de arma de fogo na frente de sua residência à rua Recreio, no bairro Liberdade, na zona sul de Teixeira de Freitas, no início da manhã de quinta-feira do último dia 5 de fevereiro. Joaquim foi possivelmente morto inocente em vingança ao seu filho “Bulguinha” que horas antes havia cometido três assassinatos no bairro.

Os matadores David Gonçalves dos Santos, o “Mineirinho” e Lucas Alves dos Santos, o “Bulguinha”, mortos  neste domingo (08) em confronto com a PM, foram os autores de três assassinatos no início deste mês de fevereiro, no bairro Liberdade em Teixeira de Freitas.

A primeira ação deles foi no início da noite de segunda-feira, do último dia 2 de fevereiro, na rua Costa Rica, bairro Liberdade, quando mataram com 9 tiros o empresário Cristiano Gomes Cabral, 33 anos, proprietário do JC Supermercado. Um representante comercial vendedor dos produtos Nestlé de nome Edval Moura Ribeiro, 50 anos, da empresa Dissulba, com sede em Itabuna, que estava próximo do empresário, também foi atingido por três disparos e morreu horas depois no Hospital Municipal de Teixeira de Freitas.

E no início da tarde de quarta-feira do último dia 4 de fevereiro, eles assassinaram com 6 tiros, o comerciante João Alves Gonçalves Filho, o “Joãozinho”, 33 anos, na porta do estabelecimento comercial da vítima “Mercado JE” na Rua Esplanada nº 53, também no bairro Liberdade. O comerciante também morreu inocentemente e a dupla assassinou o rapaz apenas para mandar um recado ao seu irmão, a quem eles queriam realmente matar e não conseguiam encontrar. Embora a dupla “Mineirinho” e “Bulguinha” já tenha sido morta, mas a polícia ainda investiga a participação deles em outros 4 homicídios que promoveram na cidade por encomenda do tráfico de drogas. (Por Athylla Borborema)

  Categorias: