Eunápolis: Enterrado o corpo do policial que morreu durante procedimento de hemodiálise

Eunápolis: Enterrado o corpo do policial que morreu durante procedimento de hemodiálise
02 janeiro 22:10 2019 Imprimir esta notícia

Foi sepultado na tarde desta quarta-feira, dia 2 de janeiro, o corpo do policial militar Mateus Alves da Silva, de 28 anos, que era lotado na 7ª Companhia Independente de Eunápolis (CIPM) e morreu na tarde desta última terça-feira, 1º, no Hospital Costa do Cacau, em virtude de uma parada cardiorrespiratória durante procedimento de hemodiálise.

O Soldado Alves, como era mais conhecido, passou mal na segunda-feira (31/12/2018), sendo socorrido de imediato ao Hospital Regional de Eunápolis (HRE), onde foi diagnosticado com insuficiência renal.

Por decisão da família o policial, que pertencia aos quadros da Polícia Militar da Bahia desde janeiro de 2014, foi socorrido ao Hospital Regional do Cacau (HRC), em Ilhéus, onde acabou não resistindo e veio a óbito.

O corpo foi velado no templo da Igreja Adventista do bairro Monte Cristo, em Ilhéus, de onde saiu na tarde desta quarta-feira (2), para ser sepultado no Cemitério Santa Fé, em Itabuna.

Em nota a 7ª Companhia Independente de Eunápolis (CIPM) lamentou a morte do policial, que era casado e não deixa filhos. “A família Polícia Militar estende seu pesar e solidariedade à família de Mateus Alves, desejando que neste momento tão difícil, Deus possa confortar o coração dos familiares e amigos. Foi um exemplo de profissional dedicado e engajado na nobre missão de defender o próximo e manter a ordem pública na sociedade. Nos deixa precocemente, com a certeza de que será lembrado por sua conduta, comprometimento e imensa alegria e bom humor”. (Da redação TN)

  Categorias: