Fibria anuncua fornecimento de novas redes para pescadores do extremo sul da Bahia

Fibria anuncua fornecimento de novas redes para pescadores do extremo sul da Bahia
24 março 10:38 2016 Imprimir esta notícia

Além da substituição das redes atuais por outras com abertura adequada, serão distribuídos Equipamentos de Proteção Individual aos catadores de mariscos

Pescadores dos municípios de Alcobaça, Caravelas e Nova Viçosa (BA) receberão este ano novas redes com medidas adequadas para a pesca na Reserva Extrativista de Cassurubá (Resex). A substituição destes materiais será realizada com o apoio da Fibria, que repassará recursos às associações representativas do setor de pesca e acompanhará a gestão da compra e a troca, em conjunto com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão gestor da unidade de conservação.

A previsão é de que cerca de 3 mil panos de redes com malha de 30 mm sejam substituídos por novos com medidas de 35 mm. A mudança ocorrerá em atendimento ao Acordo de Pesca na Reserva Extrativista de Cassurubá (Portaria ICMBio nº 179/2013, art. 5º). Este acordo restringiu a utilização de redes tainheiras com abertura inferior a 35 mm na Resex e em sua Zona de Amortecimento. As redes recolhidas serão entregues ao ICMBio e encaminhadas para reciclagem.

Segundo o analista de Meio Ambiente da Fibria, Vitor Morais Trigueirinho, além da substituição dos panos de rede, serão fornecidos 100 kits de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) aos marisqueiros. “Os EPIs serão utilizados pelos catadores de mariscos, atividade comum no município, para evitar acidentes na realização da atividade”, detalha Vitor.

Para acompanhar o andamento do processo de aquisição das redes foi formado um colegiado de líderes, constituído por associações e representantes locais, que realizou várias reuniões com instituições que representam os pescadores. Essas ações fazem parte do Programa de Apoio à Comunidade Pesqueira.

As discussões envolveram: a Fibria, Colônia Z24 (Alcobaça), Colônia Z25 (Caravelas), Colônia Z29 (Nova Viçosa), Associação de Marisqueiras da Tapera Miringaba (AMTM), Associação de Barra de Caravelas, Associação de Marisqueiros(as) Aquicultores(as) e Pescadores(as) de Nova Viçosa (ASMAP), Associação dos Pescadores de Rede de Arrasto, Boeira, Fundo e Arraieira de Caravelas (APESCA), Associação dos Moradores do Bairro Parque Caravelas (AMPAC), Cooperativa das Marisqueiras e Pescadores de Caravelas (Coompescar) e Associação da Barra Velha.

A Resex de Cassurubá tem 100.767 hectares e fica entre os municípios de Alcobaça, Caravelas e Nova Viçosa. A área está localizada no Banco de Abrolhos, local com a maior diversidade marinha do Brasil. As Resex são unidades de conservação de uso sustentável utilizadas por populações tradicionais, cuja subsistência baseia-se na criação de animais de pequeno porte. Tem como principal objetivo proteger os meios de vida e cultura dessa população e assegurar o uso sustentável dos recursos naturais da unidade. (Com informações de Rogéria Gomes)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.