Google firma acordo para ligar Uruguai e Brasil por fibra óptica submarina

Google firma acordo para ligar Uruguai e Brasil por fibra óptica submarina
07 novembro 18:47 2015 Imprimir esta notícia

O Uruguai e o Google assinaram nesta quinta-feira (5) um acordo para instalar um novo cabo submarino de fibra óptica que conectará a cidade uruguaia de Maldonado com Santos (SP) e que, junto a outro já em fase de implementação, unirá e melhorará a conectividade de banda larga entre os Estados Unidos e o Cone Sul.

Esse cabo, que deve estar pronto no fim de 2017, tem 2.000 quilômetros de extensão e seis pares de fibras, aumentando a capacidade de banda do sistema atual para 90 terabits por segundo, cerca de 15 milhões de vezes mais rápido que um modem normal.

“Abre ao Uruguai e à região grandes possibilidades de interconexão regional e com o mundo”, explicou Pedro Less de Andrade, diretor de Políticas Públicas e Assuntos Governamentais do Google na América Latina, em um ato realizado na sede da empresa estatal de telecomunicações do Uruguai, Antel, em Montevidéu.

“A expansão da infraestrutura e da capacidade de banda larga é um esforço que não pode ser realizado por uma só entidade, por isso achamos que é importante juntar forças”, explicou Less, sobre a aliança com a Antel para o desenvolvimento da iniciativa.

O projeto, conhecido como Tannat, representa para a Antel um investimento de US$ 30 milhões. Ele complementa outro programa, o Monet, que ligará Santos e Boca Ratón (Flórida, EUA) por cabos submarinos, já em fase de implementação.

O Monet, aprovado no ano passado, também foi feito pelo Google com um consórcio de empresas, incluindo a Antel, que investiu quase US$ 50 milhões nessa ocasião.

“É uma grande alegria para todos os uruguaios que esse projeto se concretize, o projeto mais importante que o Uruguai levou adiante em termos de infraestrutura”, disse a ministra de Indústria, Energia e Mineração, Carolina Cosse.

Para ela, a ligação facilita o acesso a uma “enorme” capacidade de banda larga internacional, que permite a Antel deixar de ser somente cliente para ser fornecedora no Uruguai e na América Latina.

Nesse sentido, lembrou que há cinco cabos que ligam os EUA e a América do Sul, e apenas dois deles vão até o Uruguai.

A última instalação de cabos submarinos para ligar Brasil e Uruguai ocorreu em 1994. Já a nova instalação terá vida útil de 25 anos, conforme a ministra.

O presidente da Antel, Andrés Tolosa, disse que todos os países da região tem “necessidade” de ampliar sua capacidade de internet, por isso o novo cabo abre a possibilidade de venda à Argentina, Paraguai, Chile, Brasil e outros países.

Atualmente, 333 milhões de pessoas na América Latina têm acesso à internet. (UOL Tecnologia)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.