Guaratinga: População se organiza e cria Comissão para cobrar melhorias da EMBASA

Guaratinga: População se organiza e cria Comissão para cobrar melhorias da EMBASA
11 dezembro 20:19 2015 Imprimir esta notícia

Em uma reunião realizada na tarde desta quinta-feira (10), no auditório da APLB Sindicato, pelo menos sete entidades se uniram com intuito de criar uma Comissão Representativa Popular da Água em Guaratinga, para cobrar da EMBASA (Empresa Baiana de Águas e Saneamento), melhorias no abastecimento da cidade, que é considerado precário e insuficiente para atender a população atual. A iniciativa partiu de Estevão Silva do Nascimento, que considerou o convite aos órgãos representativos, como um clamor da comunidade local, que tem passando sérios transtornos por conta da falta de água, mesmo sabendo do grande potencial hídrico encontrado no município de Guaratinga.

Os representantes de entidades convidados que participaram da reunião foram: Orlandi Pereira (Presidente da APLB Sindicato Núcleo Garça Branca); Laurêncio Santana (Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais); Gileno Pereira (Presidente em exercício do SISPUG –  Sindicato dos Servidores Públicos de Guaratinga); Zena Lacerda (coordenadora da Pastoral da Criança local); Agmar Dias Gobira (membro da Loja Maçônica União Fraterna); Pe. Miguel Terto (Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição); Roseneide de Souza (membro representante do SINDIACS – Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde); Adalberto Oliveira (editor chefe do site Guarababado.com); Inocêncio Pinheiro (representante da FETAG) e mediador do encontro  Estevão Silva.

Durante a reunião os representantes abordaram diversos problemas encontrados, desde a captação da água na barragem, até a chegada nas residências dos moradores, evidenciando, segundo os debates, uma total falta de investimento nas estruturas do sistema geral de distribuição de água da EMBASA. Com as discussões das problemáticas detectadas, também foram abordadas sugestões de melhorias em fases emergências e de médio prazo, o que deverá ser discutido em uma audiência pública que será marcada com a EMBASA, nos próximos dias.

comid“É claro que a região passa por um difícil momento de estiagem, porém, nada justifica a mínimas condições apresentadas pela EMBASA, que dispõe de uma antiga barragem de captação de água, construída há mais de 40 anos, o que era pra atender uma pequena quantidade de ligações, e que até hoje não foi realizada nenhuma ampliação da barragem ou de reservatórios”, disse Estevão Silva. “Há pouco menos de um mês, a situação era a mesma da atual, em que a EMBASA tinha dificuldades extremas para distribuir água, e quando uma chuva que caiu no último dia 16 de novembro/2015, na cidade e que se estendeu por alguns dias nas regiões de cabeceiras, o volume de água logo foi o suficiente para normalizar o nível da barragem, que em tão pouco tempo voltou à estaca zero, deixando claro a incapacidade da mesma de reservar água, necessitando com urgência de uma ampliação”, completa.

Além deste problema, a Comissão constituída nesta reunião, pretende discutir com a EMBASA, outras situações de responsabilidade da empresa, que não vem sendo cumpridas para garantir melhorias na distribuição de água, bem como na prevenção de novos tempos de estiagens. Caso não haja o diálogo entre EMBASA e População, a Comissão não descarta outros tipos de manifestações, porém públicas. (Da redação TN)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.