Homicida de adolescente prefere o silêncio e pai da vítima o chama de monstro; Assista

02 dezembro 22:57 2014 Imprimir esta notícia

Na tarde desta terça-feira, dia 2 de dezembro, o delegado Marcus Vinícius, coordenador da 8ª Coorpin e as delegadas Kátia Guimarães e Andressa Carvalho, ambas da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), apresentaram à imprensa regional, Ismael de Jesus Moraes, de 28 anos, homicida confesso da adolescente Cassiane Lima dos Santos, de 15 anos, que estava desaparecida da casa dos seus pais no bairro Cidade de Deus, em Teixeira de Freitas, desde o início da manhã de quinta-feira do último dia 27 de novembro.

O corpo da menor foi localizado também neste terça, dia 2, após indicação do assassino, enterrado numa cova rasa debaixo de uma palmeira, dentro de uma plantação de eucalipto às margens de uma estrada vicinal que dá acesso ao povoado de Taitinga, interior de Alcobaça.

Quando era apresentado à imprensa, o assassino Ismael, que já responde por estupro de vulnerável em Prado, quando teria se relacionado com uma menor de 13 anos em 2007 e diversas passagens na Delegacia da Polícia Civil de Teixeira de Freitas (DEPOL), por crimes como roubo, furto e desmanche de veículos, preferiu o silêncio e mesmo questionado várias vezes pelos repórteres, não respondeu a uma pergunta sequer.

Antes da apresentação, o pai da adolescente, o senhor Revenildo Almeida, que é evangélico da Assembleia de Deus, fez questão de relatar a angústia de todos da família até o encontro do corpo da jovem e classificou o assassino como um monstro. O homicida residia bem lado da casa da família de Cassiane.

Os exames específicos dependem de pelo menos duas semanas para serem concuídos, mas durante a entrevista coletiva os delegados Marcus Vinícius, Kátia Guimarães, Andressa Carvalho e o perito criminal Manuel Garrido, disseram que as chances são mínimas da adolescente Cassiane não ter sido vítima de violência sexual. O corpo encontrado enterrado e já em estado de decomposição, estava apenas com a parte de cima das vestis que a mesma estava no dia em que fora atacada.

Para matar a menor, inicialmente Ismael de Jesus Moraes, de 28 anos, adentrou na casa da vítima, que estava dormindo sozinha, pelos fundos do imóvel, usou, supostamente após a violência sexual, as próprias mãos para asfixiá-la até quebrar um dos ossos de sua gargante e posteriormente enrolou um arame em seu pescoço e terminou o enforcamento.

O homicida Ismael já teve prisão provisória decretada pela Justiça e segundo o delegado Marcus Vinícius, o mesmo vai responder pelos crimes de estupro de vulnerável, esse pelo caso em que ele chegou a ser preso em Prado e homicídio, estupro e ocultação de cadáver pela barbaridade que cometera contra a adolescente Cassiane Lima dos Santos, de 15 anos. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: