Identificados os autores de roubo contra joalheria em Teixeira de Freitas

Identificados os autores de roubo contra joalheria em Teixeira de Freitas
16 fevereiro 00:38 2019 Imprimir esta notícia

Na tarde desta sexta-feira, dia 15 de fevereiro, a Polícia Civil de Teixeira de Freitas divulgou a identificação de dois dos quatro suspeitos de terem tentado assaltar no início da manhã uma joalheria na rua Princesa Isabel, centro comercial da cidade. Eles invadiram a loja no início do expediente, renderam funcionários e o proprietário, mas foram surpreendidos por guarnições da Polícia Militar, que cercaram o estabelecimento e prenderam os criminosos sem efetuar nenhum disparo.

Wanderson Santos Cruz e Daniel Santos de Oliveira, ambos de 26 anos, após serem presos, foram conduzidos à sede da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas, onde prestaram depoimento. A polícia tenta identificar e prender um terceiro acusado, que teria ficado aguardando os comparsas no lado de fora da joalheria e que teria conseguido fugir.

Dois assaltos

Cobalt tinha sido roubado momento antes do roubo

No início da manhã, por volta das 6h30, o bando rendeu uma senhora e roubou o seu veículo GM Cobalt, de cor prata, crime ocorrido também no centro de Teixeira de Freitas. A proprietária foi rendida e abandonada amarrada em um matagal próximo à Embasa, às margens do rio Itanhém.

Com o Cobalt os criminosos chegaram à joalheria, sendo que mais tarde a polícia ainda apreendeu um Volkswagen Gol, de cor branca, placa LPQ-4823, abandonado nas proximidades da praça Ceará, bairro São Pedro. Esse segundo carro estaria sendo usado pelo assaltante que conseguiu fugir e possivelmente seria usado na fuga para tentar confundir a polícia.

Armas

Com os dois assaltantes presos os policiais militares apreenderam dois revólveres calibre 38, da marca Taurus, 18 munições intactas do mesmo calibre, uma bolsa com várias joias roubadas da Joalheria e R$ 578,00 em espécie.

Os dois acusados presos vão responder por assalto à mão armada, porte ilegal de arma de fogo e ameaça. Antes da prisão os assaltantes renderam os colaboradores do estabelecimento comercial e só se entregaram após negociação dos policiais militares. (Da redação TN)

  Categorias: