Índio de 18 anos mata primo de 10 e alega que criança o ameaçava

Índio de 18 anos mata primo de 10 e alega que criança o ameaçava
25 fevereiro 11:25 2016 Imprimir esta notícia

Uma criança indígena de 10 anos foi morta pelo próprio primo, em Olivença, distrito de Ilhéus. De acordo com a polícia, o crime ocorreu no final da tarde de terça-feira (23), mas o corpo da criança só foi encontrado pela noite. Os primos integram a tribo Tupinambá de Águas de Olivença e foram criados juntos, segundo relatou nesta quarta-feira (24) o tio deles, Jailton Magalhães.

De acordo com a polícia, Rafael da Paixão Santos confessou ter matado o primo e disse que recebia ameaças de morte da criança. “Ele [o menino] só falou isso. Que queria me matar e só”, disse Rafael na delegacia. Os índios disseram à polícia que o garoto foi estrangulado, afogado e morto pelo primo, que depois do crime ainda teria amarrado o corpo da vítima e deixado às margens do rio que passa pela fazenda onde eles moravam.

“Eles foram pescar junto com o outros dois meninos, e no final da tarde só voltaram três. Perguntamos a ele [sobre o garoto] e ele disse que o menino quis ficar mais tempo pescando. Quando percebemos a demora, começamos a procurar o garoto, então outro menino que estava com eles mostrou onde estava o corpo. Perguntamos a Rafael [que matou o menino] o que motivou ele matar o primo, e ele disse que o menino ameaçava ele de morte. Chamamos a polícia e ele [Rafael] foi levado”, relatou.

O corpo da criança foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus e Rafael foi preso em flagrante. Ele deve responder por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. A Polícia Civil investiga o crime.

“A motivação está clara que foi questão de ameaça, há uma divergência entre eles, não há nada relacionado à direitos indígenas, então a apuração segue pela polícia civil”, explicou André Aragão, coordenador da Polícia Civil de Ilhéus.

O pai da criança, Gilmar Magalhães, relatou que apesar da situação, perdoa o sobrinho. “Por mim ele está perdoado, porque só Deus pode fazer justiça”, disse. (Informações: G1)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.