Jovem é morto a tiros e pedradas durante baile funk em Vila Velha-ES

Jovem é morto a tiros e pedradas durante baile funk em Vila Velha-ES
11 janeiro 12:27 2016 Imprimir esta notícia

Um homem foi morto a tiros e pedradas no bairro Sagrada Família, em Vila Velha-ES. Thiago Henrique Botti, de 21 anos, foi assassinado durante um baile funk, na madrugada deste domingo (10). De acordo com testemunhas, a vítima efetuou um disparo durante a festa. O tiro atingiu a coxa de uma jovem. Revoltados com o disparo, amigos e familiares da moça iniciaram uma briga.

Com medo de ser agredido, Thiago tentou fugir, mas foi atingido. De acordo com a polícia, uma das pedras pesa mais de vinte quilos. Além das pedradas, a vítima foi atingida por vários disparos de arma de fogo.

De acordo com a perícia, cápsulas de pelo menos dois calibres foram encontradas próximo ao corpo da vítima. A arma que estaria com ele não foi encontrada. Ainda assustados, os moradores contaram que a festa começou por volta de 11h30, com a presença de muitos adolescentes.

O baile, conhecido como “Baile do Mandela”, é famoso no Rio de Janeiro. No Espírito Santo, a festa está cada vez mais popular. Geralmente o evento é combinado pelas redes sociais. (Informações: Folha Vitória)

  Categorias:

Comente a matéria

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.