Judiciário vai ‘entrar em colapso’ se acabar Justiça do Trabalho, alerta presidente da Abat

Judiciário vai ‘entrar em colapso’ se acabar Justiça do Trabalho, alerta presidente da Abat
21 janeiro 20:23 2019 Imprimir esta notícia

O presidente da Associação Baiana de Advogados Trabalhistas (Abat), Ivan Isaac, disse, na manhã desta segunda-feira (21), que, se a Justiça do Trabalho acabar, como quer o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o Judiciário brasileiro “vai entrar em colapso”.

O advogado argumenta que a Justiça Comum não tem estrutura para atender todas as demandas trabalhistas. “Eles não dão nem conta direito dos processos que já existem tanto na Justiça Estadual quanto na Justiça Federal. Se a Justiça [trabalhista] fosse remetida para qualquer um das duas esferas, não seria só prejudicial para a Justiça do Trabalho, mas entraria em colapso a Justiça Estadual e Federal, porque não há condição de assumir a estrutura da Justiça do Trabalho”, alertou, em entrevista ao Bahia Notícias, durante ato no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) no Comércio, em Salvador, contra o fim do Judiciário trabalhista.

Ivan Isaac avalia, ainda, que a Justiça especializada não é só positiva para os empregados. “O empresário também precisa da Justiça do Trabalho para se proteger e a própria União. A Justiça tem um monte de fiscalização, é moderador e também arrecada. Arrecada muito imposto”, pontuou. (Da redação TN)

  Categorias: