Justiça Eleitoral inicia o recadastramento biométrico do eleitorado de Teixeira de Freitas

Justiça Eleitoral inicia o recadastramento biométrico do eleitorado de Teixeira de Freitas
13 dezembro 10:17 2018 Imprimir esta notícia

Os 104.947 eleitores das 295 seções eleitorais da 183ª Zona Eleitoral da Comarca de Teixeira de Freitas já poderão comparecer ao Cartório Eleitoral para o recadastramento biométrico. Para quem transferiu ou fez o título pela primeira vez em 2018 não será preciso recadastrar porque já votou pelo sistema biométrico no último dia 7 de outubro, mas os demais, terão que modernizar digitalmente o seu documento eleitoral, trocando a sua assinatura analógica pela digital.

Conforme o servidor público federal Bruno Barros Guarino, chefe do Cartório da 183ª Zona Eleitoral de Teixeira de Freitas, a Justiça Eleitoral está implantando uma grande central para atender os eleitores até o final do mês de fevereiro, mas antes disso, sem precisar agendar o dia e o horário, o cidadão já pode adiantar o seu recadastramento se dirigindo à sede do Cartório, na Avenida Uirapuru nº 1.816, no bairro Monte Castelo, das 07h às 18h, munido apenas da Carteira de Identidade e um Comprovante de Residência.

O chefe do Cartório Eleitoral, Bruno Guarino, explica que a biometria é uma tecnologia que vem sendo adotada pela Justiça Eleitoral desde 2008, para dar mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. Por isso, muitos cartórios eleitorais brasileiros estão realizando recadastramento biométrico, para coleta de digitais, assinatura e foto do eleitor. Daí o nome “biometria” – porque serão coletados e armazenados dados físicos do eleitor. No primeiro semestre de 2018 findou o prazo estabelecido para o recadastramento biométrico ordinário em Teixeira de Freitas, agora o Tribunal determinou novo prazo para a realização de biometria extraordinária que, se não cumprido, acarretará no cancelamento do título daqueles que ainda não tenham realizado o recadastramento biométrico.

O juiz eleitoral Humberto Maçal salienta que todos os eleitores são obrigados a comparecer ao cartório eleitoral ou unidade de atendimento, no prazo estabelecido pelo Tribunal Regional Eleitoral, para fazer o recadastramento biométrico, sob pena de cancelamento dos respectivos títulos eleitorais. E tratando-se de biometria extraordinária, que implica na revisão do eleitorado, todos os eleitores do município de Teixeira de Freitas são obrigados a comparecer, inclusive aqueles que têm o voto facultativo (analfabetos, maiores de 16 e menores de 18 anos e os maiores de 70 anos). Na biometria extraordinária, quem não se recadastrar até o fim do prazo anunciado pela zona eleitoral terá o título eleitoral cancelado e não poderá votar nas eleições seguintes. (Por Athylla Borborema).

  Categorias: