Mulher espancada e estrangulada em Caravelas não resiste e morre no Hospital Municipal de Teixeira de Freitas

Mulher espancada e estrangulada em Caravelas não resiste e morre no Hospital Municipal de Teixeira de Freitas
02 dezembro 11:57 2015 Imprimir esta notícia

Não resistiu aos ferimentos do espancamento e complicações devido ao estrangulamento que sofrera no último dia 27 de novembro, no distrito de Barcelona, em Caravelas, a dona de casa Maria da Paixão Pereira da Silva, de 35 anos, que chegou a ser internada no Hospital de Medeiros Neto e como seu estado de saúde foi considerado grave, teve que ser transferida para o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas.

No fim da tarde desta terça-feira, dia 1º de dezembro, três dias após ter dado entrada na unidade de saúde teixeirense em estado gravíssimo, Maria da Paixão terminou não resistindo e veio óbito. Um familiar da vítima que a acompanhava no HHTF, disse que o principal suspeito do crime é o ex-companheiro dela, que até o momento tem paradeiro desconhecido. Ninguém sabe ao certo os motivos da polícia caravelense ainda não ter localizado e interrogado o suposto autor do crime.

Após constatado o óbito no hospital o corpo foi removido ao Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), para exames de necropsia. O sepultamento está marcado para acontecer no próprio distrito de Barcelona e até o momento não foi informado se pelo menos a Polícia Civil de Caravelas já instaurou inquérito policial para apurar a barbárie. (Por Ronildo Brito)

  Categorias: