Mulheres são homenageadas em sessão solene na Câmara de Teixeira de Freitas

Mulheres são homenageadas em sessão solene na Câmara de Teixeira de Freitas
13 março 21:44 2019 Imprimir esta notícia

A Câmara Municipal de Teixeira de Freitas realizou na noite desta última terça-feira (12/03), uma sessão solene para homenagear mulheres do município, em lembrança ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no último dia 8 de março. Na sessão as homenageadas ganharam flores e certificados de congratulações e, logo após, houve um coquetel para elas e os seus convidados.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Ronaldo Alves Cordeiro (PSC) abriu a sessão na presença de inúmeras autoridades do município e depois transferiu a presidência para a vereadora Erlita Conceição de Freitas (PT), que assumiu os trabalhos da noite, ela que é a única mulher da atual legislatura

Em seu discurso a vereadora Erlita Freitas, na condição de anfitriã principal do evento solene, parabenizou todas as mulheres, em especial as que diariamente desempenham seu trabalho com maestria no município.

“A homenagem é para enaltecer o profissionalismo e valentia de todas vocês, que a cada dia mostram-se capazes de envolver-se com diversas funções, sejam essas administrativas, operacionais ou de direção. Nosso objetivo é exigir mais respeito e dedicar valorização a todas nossas mulheres”, destacou.

O 1º Dia Nacional da Mulher foi celebrado em 1908, quando cerca de 1500 mulheres aderiram uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país. Em 25 de março de 1911 um incêndio em uma fábrica de Nova Iorque, mais de 140 trabalhadores, a maioria costureiras. O número elevado de mortes foi atribuído às más condições de trabalho e segurança. Este também é um dos principais fatos que marcam o significado do Dia Internacional da Mulher.

No Brasil, tais movimentações surgiram no início do século XX, e também buscavam melhores condições de trabalho. Já em 1982, o feminismo passou a manter um diálogo importante com os Estados, com a criação do primeiro Conselho Paulista da Condição Feminina, e em 1985, foi implantada a primeira Delegacia Especializada da Mulher em São Paulo. (Por Athylla Borborema)

  Categorias: