Nova Viçosa: A capoeira e sua influência no Dia da Consciência Negra em Helvécia

Nova Viçosa: A capoeira e sua influência no Dia da Consciência Negra em Helvécia
21 novembro 09:57 2016 Imprimir esta notícia

O quilombo de Helvécia, no município de Nova Viçosa, através da Associação Quilombola de Helvécia encerrou neste domingo toda a programação das comemorações ao Dia da Consciência Negra, celebrado neste último domingo (20/11), com muito samba de roda, maculelê e capoeira.

As diversas manifestações culturais em Helvécia, o mais famoso quilombo do estado da Bahia, relembraram a morte do líder quilombola Zumbi dos Palmares, há mais de 300 anos, bem como as conquistas alcançadas pelo movimento negro no País. Ainda comemorando o mês da Consciência Negra foi realizada durante estes dias, ações de apresentações de capoeira nas escolas de todo município com programação de encerramento no quilombo de Helvécia.

capod1A programação contou com desfiles de grupos culturais da comunidade, além de outros grupos como os de danças e do Bate-Barriga. Comidas típicas e outras atrações foram preparadas para a comunidade. “A Consciência Negra é hoje uma das celebrações mais importantes para nossa comunidade. É um marco da garra e das conquistas do nosso povo”, explica Danilon Luiz Francisco, presidente da Associação Quilombola de Helvécia.

“As ações da Associação Quilombola de Helvécia, além de garantir o relacionamento junto às comunidades quilombolas da área de influência direta do projeto desenvolvido a partir do distrito de Helvécia, contribuem para afirmação cultural, autoestima e fortalecimento das práticas, saberes e fazeres tradicionais das comunidades quilombolas de Nova Viçosa”, afirma.

capod2Em Helvécia a Escola de Capoeira Art Bahia com o Projeto Arte em Ação realiza seu tradicional Encontro de Capoeira comemorando seus 22 anos de resistência com a presença de vários mestres de capoeira da região e ex-alunos que alcançaram grandes vôos. Em parceria com a Associação Quilombola de Helvécia e com a Fundação Mamãe África de Caravelas e com apoio da Fibria, Votoratin e Prefeitura Municipal de Nova Viçosa, o projeto tem conseguido mostrar seu valor cultural e viajado o Brasil promovendo a cultura regional.

capod3O projeto é ministrado pelo educador físico Reginaldo Cecílio, o “Mestre Regi” que ainda promove nas escolas como parte da programação da semana da consciência negra, batizados infantis e arrastão pelas ruas, além de uma outra extensa programação folclórica que mostra a rica e bela cultura negra de Helvécia. Neste domingo o Mestre Regi recebeu em Helvécia para o encerramento das festividades da Semana da Consciência Negra, a participação de festejados mestres de capoeira, dentre eles: Nelsinho (Nanuque-MG); Alegria (Alcobaça); Dedinho (Rio de Janeiro); entre outros.

capod4Para a bióloga Carina dos Santos Borborema, titular do Conselho de Curadores da Fundação Mamãe África de Caravelas, o papel da instituição é reconhecer e valorizar as iniciativas e manifestações culturais em prol da diversidade e apoiar a participação das comunidades quilombolas da região e todas as suas diversidades culturais, incentivando, participando e influenciando diretamente no desenvolvimento cultural, educacional e artístico destas comunidades. Além disso, destaca Carina Borborema, a entidade tem como objetivo chamar a atenção da população para os direitos da população negra e o enfrentamento ao racismo e, para a valorização da sua bela cultural e da sua influência artística. (Da redação TN).

  Categorias: