Plenário rejeita Projeto de Resolução que previa voto aberto na Câmara de Itamaraju

Plenário rejeita Projeto de Resolução que previa voto aberto na Câmara de Itamaraju
09 dezembro 17:01 2015 Imprimir esta notícia

A sessão da Câmara Municipal de Itamaraju, na noite desta terça-feira (08/12), sob a presidência do vereador Francisco Carlos Barbosa da Silva, o “Chico do Hotel” (PP), foi marcada por climas quentes diante das inúmeras discussões expostas em plenário. Na ordem do dia o clima esquentou com as divergências entre os vereadores Chico do Hotel (presidente) e Rubens do Hospital (ex-presidente) mas tudo dentro da defesa do ponto de vista de cada um.

Outra polêmica foi em torno do Projeto de Resolução 002/2015 de autoria do vereador José Antônio Sousa Portugal (PT) que previa mudança no Regimento Interno e na Lei Orgânica Municipal que mudaria a forma dos vereadores votarem em plenário em projetos e atos legislativos, onde o voto de secreto passaria a ser aberto, inclusive em votação de contas públicas do Poder Executivo.

Um Pedido de Interstício foi solicitado pelo vereador Paulo Vitor Moreira Costa (PT), que foi colocado em apreciação do plenário e por 6 a 5 o Pedido de Interstício foi aceito e o Projeto deixou de ser encaminhado para as comissões permanentes e passou a ser apreciado para votação na mesma sessão plenária. A pedido do vereador Rubens Cleudes de Jesus Neves, o “Rubens do Hospital” (PR), o presidente Chico do Hotel suspendeu a sessão por 5 minutos para um melhor entendimento dos parlamentares e que no retorno o Projeto fosse votado.

esqd1Dos 15 vereadores apenas 12 estavam presentes – apenas os vereadores Leandro Almeida Lopes, o “Léo Lopes” (PP), Almerindo Oliveira do Nascimento, o “Irmão Almerindo” (PSC) e Evandro de Jesus Deocleciano, o “Evandro Enfermeiro” (PHS) estavam ausentes da sessão plenária desta terça-feira (08).

O Projeto de Resolução foi finalmente posto em votação pelo presidente Chico do Hotel que só votaria em caso de empate. Mas a proposta de se mudar a legislação municipal objetivando a mudança de secreto para aberto o voto do vereador, acabou rejeitado no plenário pelo mesmo placar de 6 a 5.

Na mesma sessão os vereadores aprovaram por unanimidade o Pedido de Interstício do vereador Clemilson Gomes dos Santos, o “Kéu de Júlio Martins” (PP), para o Projeto de Lei nº 026/2015 do Poder Executivo Municipal que pediu autorização da Câmara para promover a doação de um terreno no bairro Várzea Alegre para a Diocese da Igreja Católica.

E na votação a unanimidade dos vereadores aprovou o Projeto de Lei que autoriza a Prefeitura Municipal a doar a Igreja São Cosme e São Damião um terreno de 434 metros quadrados na Rua Plínio Moscoso nº 27, avaliado em R$ 40 mil, para a Igreja Católica que objetiva construir no local uma igreja paroquial.

esqdOs vereadores ainda aprovaram uma proposição legislativa de autoria do vereador Antônio Portugal que requer ao Poder Executivo celebração de convênio com o Governo da Bahia para iluminar com lâmpadas a vapor de sódio toda extensão da BR-101 entre o bairro Várzea Alegre até o bairro Monte Pescoço.

E o vereador Paulo Vitor tornou público a notícia da emenda parlamentar dispensada pelo deputado federal Walmir Assunção (PT) que liberou o valor de R$ 1 milhão para se investir nas obras de asfaltamento das ruas do bairro Tarcizão, na zona norte de Itamaraju. (Por Athylla Borborema).

  Categorias: