Polícia frustra assalto a banco no ES e três presos são suspeitos de roubo ao Sicoob de Ibirapuã

Polícia frustra assalto a banco no ES e três presos são suspeitos de roubo ao Sicoob de Ibirapuã
26 dezembro 12:35 2018 Imprimir esta notícia

Seis pessoas suspeitas de participar de um assalto a banco nesta última segunda-feira (24) foram presas pela Polícia Civil do Espírito Santo. Entre os detidos está uma mulher identificada como Amanda. Todos foram autuados em flagrante por extorsão mediante sequestro, tentativa de homicídio, tortura e roubo.

De acordo com a polícia, nove pessoas foram conduzidas à Delegacia Regional de Barra de São Francisco-ES., para prestar esclarecimentos. Três foram ouvidas e liberadas. Os cinco suspeitos foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Domingos do Norte. Amanda foi encaminhada para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Colatina.

O crime

Uma agência bancária do município de Barra de São Francisco foi alvo de criminosos na manhã desta segunda-feira (24). Três indivíduos chegaram a fazer uma funcionária refém, mas acabaram sendo detidos pela Polícia Militar do Estado (PMES) que chegou ao local e frustrou o roubo. Com os suspeitos, foram apreendidas duas pistolas 9mm.

Roubo em Ibirapuã

Dos seis acusados presos, pelo menos três são suspeitos de participação no assalto contra o Banco Sicoob de Ibirapuã, crime ocorrido no último dia 11 de dezembro. Entre os presos no estado do Espírito Santo está Lincoln Túlio de Souza Oliveira, de 20 anos de idade, acusado de participar diretamente do assalto em Ibirapuã, quando dois funcionários da agência bancárias foram feitos reféns. Essa mesma tática de sequestro seguido de rouba foi usada no assalto frustrado pela polícia em Barra de São Francisco-ES.

Lincoln já está com prisão decretada pela Justiça Criminal da Bahia, fruto de pedido formalizado pelo delegado Bruno Ferrari, responsável pelo inquérito policial que apura o assalto contra o Sicoob de Ibirapuã. Ferrari já identificou outros dois acusados do crime.

Policiais civis da Bahia e do Espírito Santo já trabalham de maneira conjunta, pois o bando criminoso pode possuir outros integrantes. Todos os acusados presos serão interrogados a partir desta quarta-feira, dia 26 de dezembro. (Da redação TN)

  Categorias: